Brinquedoteca na sala de casa

Se você é como eu que gosta da casa toda arrumadinha como em revista de decoração, mas tem filhos e sabe que isso é quase impossível, saiba que com algumas técnicas dá pra minimizar a bagunça da criançada e ainda manter algum canto para os adultos.

Este post é para você que não tem um cômodo na casa exclusivo para a brincadeira das crianças (onde podemos fechar a porta e esconder a bagunça), então reserve um cantinho da sala e transforme-a na sua brinquedoteca.

Delimite o espaço

fotoO primeiro passo é delimitar o espaço e não é necessário realizar grandes reformas para isso. Um tapete colorido de EVA (como na foto ao lado) cumpre não só essa função, como também deixa o piso mais macio no caso de uma eventual queda. O importante é fazer as crianças entenderem que a bagunça não pode sair dali.

Já as paredes, não há necessidade de pintar todas elas, afinal não queremos descaracterizar a sala. Inclusive porque os brinquedos já possuem cores bem marcantes e o excesso de informação pode ser cansativo para os olhos. Então, manter a pintura neutra na sala e apenas incluir alguns detalhes pode ser interessante. Duas opções bastante interessantes são uma parede pintada com tinta especial com efeito de lousa ou então uma parede com uma tinta magnética. Deixe seus filhos usarem a imaginação!!! Você vai encontrar esses produtos nos catálogos de marcas como a Suvinil e a Coral, por exemplo. Há também um produto importado que transforma quase todas as superfícies em um quadro negro, veja aqui.

Organize os brinquedos

brinquedoteca

O segundo passo é organizar a exposição dos brinquedos. Disponha prateleiras na altura dos olhos dos seus filhos e coloque ali os livros para que fiquem sempre à mão e assim estimulem a leitura. Em caixas organizadoras ou de vime, separe os brinquedos de acordo com o seu uso, por exemplo: bonecas, blocos de montar, carrinhos, etc. Se seu filho já sabe ler, escreva em cada caixa a que ela se destina e ele saberá encontrar seu brinquedo favorito com bastante facilidade e saberá onde guardá-lo depois. Além disso, você ainda poderá usar nichos, que podem ser quadrados ou retangulares e também são ótimos organizadores, mas lembre-se que quanto mais à mão da criança estiverem os brinquedos menos a mamãe se preocupará em levantar do sofá para pegá-los.

Alie segurança e conforto

Além de deixar a brinquedoteca delimitada e organizada, lembre-se de deixá-la confortável e segura para o seu filho. Pufes ou almofadas grandes são ótimos para a criançada dar uma relaxada entre uma brincadeira e outra, e você ainda pode abusar nas cores desses elementos. Não se esqueça de também deixar esse ambiente seguro: procure tapar as tomadas de energia com protetores específicos fáceis de encontrar em casas de material de construção, além de evitar móveis com quinas ou de vidro e objetos pontiagudos.

Lá em casa

Espero que essas dicas possam te ajudar a montar um ambiente atraente e confortável para o seu filho brincar. Essas fotos são da brinquedoteca que eu montei em casa para a minha filha e que fica ao lado da sala de TV. A lareira e a mureta naturalmente delimitam o espaço de brincar. Coloquei no centro um tapete de pintar, mesinhas e cadeiras para crianças. Para organizar os brinquedos, usei caixas plásticas e um baú de vime, e sobre eles a prateleira deixou os livros sempre à mão. As paredes não foram pintadas para não quebrar a uniformidade da sala de estar, apenas pendurei os enfeites da porta da maternidade dos meus dois filhos, identificando ali o canto que é só deles.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Andrea e Duda

Andrea Couto é arquiteta e apaixonada por Decoração. Essa talentosa mãe é uma paulistana da gema que há alguns anos decidiu morar na fria Curitiba, no Paraná.

Mãe de uma menina linda de 5 anos e de um mocinho muito fofo de 2 anos. Ela reservou um pouco do seu escasso tempo livre para escrever pra gente.
Beijos, da Mamãe Prática Mari

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para acompanhar nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta