Todos os posts de Fabi Fontainha

Como preservar a relação do casal com a chegada dos filhos

Querida leitora, todo mundo diz que a chegada de um filho tem grande impacto na vida das pessoas, afinal, tudo muda na vida do casal, principalmente a rotina, as responsabilidades e as prioridades que terão dali pra frente. Para nós, mulheres, surge mais um papel a desempenhar, além daqueles que já temos como a esposa, a dona de casa, a profissional, a filha, entre tantos outros.

Tornar-se mãe é algo maravilhoso, mas esse sentimento pode vir acompanhado de dúvidas, angústias e medos em relação à maternidade.  Isso porque, principalmente nos primeiros meses, o bebê exige muita atenção e dedicação e parece quase impossível fazer outra coisa a não ser cuidar do nosso “filhote”, quanto mais dar atenção ao marido.

Por isso, não é à toa que em meio a um turbilhão de novidades e emoções geradas com o nascimento do bebê, a relação do casal fica, muitas vezes, esquecida ou em segundo plano, o que causa ressentimentos, conflitos e distanciamento entre marido e mulher.

Para a psicóloga Dery Leão, especialista em Terapia de Casal, Família e Indivíduo, de São Paulo-SP, é importante que papais e mamães aprendam a dialogar sobre as dificuldades e que se esforcem para dedicar algum tempo para a vida a dois, garantindo o que ela chama de “Espaço do Casal”. Leia a entrevista concedida por Dery para o blog Mamãe Prática sobre o tema.

Continue lendo Como preservar a relação do casal com a chegada dos filhos

Dica para decorar o quarto do bebê

A dica de hoje do Blog Mamãe Prática é:

LOGO_DICAS_PRATICASNa hora de decorar o quartinho do bebê, escolha primeiro o kit berço que vem, geralmente, com seis a oito peças, incluindo jogo de lençol, cabeceira, edredom, trocador, protetor, mosqueteiro e rolinhos.

São inúmeras opções de temas, desde ursinhos, borboletas, carrinhos, bichinhos até bailarinas, flores e fazenda.

Assim fica mais fácil para definir os outros itens do quarto como cortinas, tapete, abajur, poltrona, quadros e adesivos de parede!

As fotos que ilustram esse post são do site Multibebê

Os primeiros cuidados com o recém-nascido

Após longos nove meses, nosso tão esperado bebê finalmente chega e já enche de alegria a nossa vida. A partir de agora tudo muda e quando levamos o bebê para casa começam as preocupações, principalmente para os pais de primeira viagem, com os cuidados com esse novo “serzinho”, aparentemente tão pequeno e frágil.

Se você tem dúvidas sobre os cuidados básicos com o recém-nascido, veja as dicas e orientações que preparamos para te ajudar.

Limpeza do cordão umbilical
Nos primeiros dias o coto ou cordão umbilical tem aspecto gelatinoso e a higiene diária (pelo menos três vezes ao dia) é fundamental para evitar proliferação de bactérias e infecções. Ele costuma cair entre o 7º e o 21º dia.
• Mantenha a região do umbigo sempre limpa, seca e arejada.
• Lave bem as mãos com água e sabão antes de manipular o umbigo.
• Use cotonetes e álcool a 70%.
• Eleve o coto suavemente para que o álcool atinja a área do cordão umbilical.
• Devagar, faça movimentos circulares, em sentido horário, da base para a extremidade.
• Não reutilize o cotonete e sempre use apenas um lado do algodão em cada direção.
• Na hora de colocar a fralda no bebê, deixe o umbigo exposto para ventilação.
• O curativo deve ser feito até que a cicatrização seja completa, mesmo após o coto cair.
• É normal o bebê reclamar ou chorar por causa da temperatura fria do álcool.

Continue lendo Os primeiros cuidados com o recém-nascido

O que esperar quando você está esperando?

Hoje em dia assuntos ligados à saúde e à medicina estão entre os mais procurados na internet. Imagina então se a pessoa está grávida. Basta dar um Google e milhares de informações sobre o tema, desde a concepção do bebê até os diferentes tipos de parto, estão disponíveis para consulta bem ali na sua frente, basta dar um click.

Mas quando surgem as dúvidas e as preocupações da gestação é importante ter calma e também um pouco de bom senso, afinal, a internet facilita o acesso às informações, mas devemos tomar cuidado com a qualidade das mesmas. Em primeiro lugar, nada melhor do que conversar com o seu médico para esclarecer qualquer dúvida, afinal, ele é a pessoa mais indicada para isso.

Uma dica é consultar livros de especialistas que falam sobre o assunto. Mas não precisa comprar 20 livros diferentes e “devorar” tudo em um único final de semana! No meu caso, durante toda a gravidez, mantive como livro de cabeceira o famoso “O que esperar quando você está esperando” (em inglês, What to Expect When You’re Expecting), da norte-americana Heide Murkoff. Um presente da minha irmã que foi bastante útil!

Continue lendo O que esperar quando você está esperando?