A experiência de ser gestante

O que significa estar grávida? Como a gente se sente durante essa fase? A minha experiência foi fantástica, mas tenho amigas que foram sinceras em admitir que, se pudessem, teriam “pulado” esse período. Ao vê-las reclamarem tanto, comecei a pensar sobre o assunto. Antes eu não conseguia entender como elas poderiam não ter gostado, afinal eu curti MUITO esse período. Após prestar mais atenção ao que elas diziam, encontrei uma resposta: todas tiveram náuseas, vômitos, azia, dor nas costas, cansaço e muito sono, sintomas frequentes da gravidez. Mas eu não tive nada disso, então quem sou eu para julgá-las, não é mesmo?

0003323522JJ-849x565_corte

O fato é que enquanto para algumas mulheres a gestação é algo mágico, para outras nem tanto. Se você ainda não ficou grávida ou se planeja um novo filho, não desanime. Esse post procura apenas ser realista e mostrar que existem diferentes percepções sobre a gestação. Além disso, as blogueiras Mari Hart e Priscilla Perlatti são testemunho de que, mesmo com esses sintomas chatos da gravidez, é possível curtir muito essa fase. Veja a seguir nossos relatos (já que eu também me incluo nessa!).

Mari Hart, do Diário de uma mãe polvo

“Eu simplesmente amo estar grávida! Até lamento ter “economizado” gravidez tendo gêmeos, pois são três filhos e duas gestações. Se pudesse escolher, eu teria ficado grávida três vezes! Para mim os prós da gestação são os mimos, cuidados, e a sensação de super poderes que só nós mulheres podemos sentir ao gerar uma vida! E os contras, no meu caso, foi o mal-estar provocado por enjoos. O que menos gostei foram, além dos enjoos citados, a falta de posição para dormir na reta final, dos sete aos nove meses. Haja criatividade e disposição! O que mais gostei? Sem dúvida, sentir o bebê se movimentando em meu útero. E claro, fazer ultrassom! Evento master dessa fase!!”

Priscilla Perlatti, do Mamatraca

“Eu tenho uma opinião “cor-de-rosa” em relação à gravidez, porque eu amei ficar grávida. Nunca tive enjoo nem nenhuma indisposição, acho que fui bem sortuda nesse ponto. Eu me sentia muito poderosa por estar gerando uma vida dentro de mim e também bastante disposta. Mas essa última característica só até 20ºC, rs rs. Eu vejo mais prós do que contras! Tive duas gestações muito desejadas e eu gostei tanto de ficar grávida, de ver a barriga crescer, de saber que minha vida ia mudar, que até a ansiedade que eu sentia para ver a carinha das minhas filhas e tê-las nos braços eu curti. Dos contras, o terceiro semestre trouxe alguns incômodos como a mobilidade comprometida pelo tamanho da barriga e a dificuldade de achar uma posição para dormir também pelo mesmo motivo. O que menos gostei foi o cansaço do terceiro trimestre. O que mais gostei? Sentir – e depois ver! – a barriga mexendo. É uma das experiências mais incríveis da gravidez perceber que tem mesmo um ser dentro de você!”

Mariana Branco, do Mamãe Prática

“Meu bebê foi muito esperado e tive o privilégio de não ter tido enjoos, azia e nenhum outro desconforto. Por tudo isso, vejo mais prós do que contras. Amei me sentir especial e muito mimada pelo maridão, mas o que mais gostei foi ver a evolução da minha bebê a cada ultrassom. O que menos gostei? De ficar doente e praticamente não poder tomar remédios, mas sobrevive a uma gripe e a uma forte dor de garganta. É aí que a gente percebe que não precisa tomar tantos remédios!”

 Comente você também a sua experiência. Somos curiosas e também queremos saber como foi a sua gestação.

Beijos da Mamãe Prática Mari.

4 comentários em “A experiência de ser gestante”

  1. Minha gravidez foi extremamente desejada e planejada. Após sete FIVs (fertilizações in vitro) e um aborto retido, conseguimos! E mesmo assim, não foi tão simples. Minha placenta estava muito baixa e um tive sangramento. Fiquei de repouso por quase três meses na casa da minha mãe, senti enjôos, meu cabelo está despencando (como sou gastroplastizada, estou com uma deficiência protéica imensa), acordo três vezes ou mais para fazer xixi e perco o sono, tenho lombalgia, mas, ainda assim… Esse tem sido o momento mais lindo e sublime da minha vida!

    Não, eu não sou sádica, como alguns podem estar pensando. Penso que após tantas frustrações, sentimentos de impotência e tristeza, conseguimos. O nosso milagre aconteceu e está crescendo em meu ventre. Por isso que nada me tira do sério e nem apaga o brilho da gestação.

    Eu sonhava em engravidar, passar por cada etapa que tantas vezes ouvi de amigas e parentes. Isso nos foi concedido e estamos curtindo cada pedacinho. Apesar da ansiedade de ter logo a Maria Luisa em meus braços, já lamento desde já que não terei a minha tão almejada barriga.

    1. Oi Dani! Que bom que você está curtindo a gravidez e lidando bem com os contratempos. Realmente cada pessoa passa por isso de um jeito, viva seu momento à sua maneira, aproveite bastante! Bjs Mari e Fabi

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.