Amamentar em público – Reflexão da Glauciana

maededois-400x300A blogueira Glauciana Nunes, do blog Coisa de Mãe , fala especialmente aos leitores do Mamãe Prática sobre sua experiência de amamentar em público. Com a palavra, a Glauciana:

Eu nunca me senti constrangida, nem no meu primeiro filho, quando eu não tinha experiência. Sempre amamentei muito, em todo lugar, sem me cobrir demais, tomando apenas alguns cuidados básicos, claro, de não expor demais o meu seio, mas nunca tive nenhum problema ou pudor extremo nessas situações. Amamentar pra mim foi sempre um ato muito natural e fisiológico, então o seio era visto como instrumento de alimentação de meus filhos e não como uma área sensual.

Na cidade da Glauciana
Quando eu tive meus filhos morava em São Paulo e, sim, todos os shoppings que eu frequentava tinham ótimas estruturas para as mães amamentarem: cadeiras confortáveis, espaços amplos, com baixa iluminação e sempre uma funcionária para ajudar. Agora vivo no litoral norte da Bahia e não sei como são essas estruturas por aqui.

Cuidados
Eu levava sempre comigo um paninho de boca para a criança e, dependendo de onde estava, colocava o paninho no meu peito, aqui em cima, mas sem cobrir a cabeça do bebê. Acho desnecessário me cobrir demais, porque, como disse, amamentar para mim é muito natural.

 “Sempre amamentei muito, em todo lugar, sem me cobrir demais, tomando apenas alguns cuidados básicos”

Recado para outras mães
Eu diria que deixem de lado um pouco o racional e se rendam mais ao natural, ao que a fisiologia humana fez. Se pudéssemos entrar mais em contato com nosso lado animal, bicho mesmo, cheio de instinto, de fêmea que reproduz e alimenta seus filhotes, poderíamos curtir mais esse momento com todo o prazer que ele pode oferecer, tanto para a mãe quanto para o seu filho.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.