Prós e contras de colocar seu filho na escolinha

Este post é o de uma mãe bastante iniciante no quesito “bebê na escolinha”. Faz apenas três semanas que a Manu (que hoje está com quase 1 ano e quatro meses) começou sua adaptação na escola. E entre indas e vindas (é uma longa história, vou contar pra vocês em um próximo post, tá?), finalmente parece que ela vai se adaptar, embora ainda tem muito “chão” pela frente …

Mas o que me motivou a escrever este post não foi a (novela da) adaptação na escolinha. O que me motivou a escrever foi dividir com vocês as minhas primeiras impressões sobre ter um bebê (tá, ela não é mais um bebezinho de alguns meses, mas continuo chamando ela assim – risos) algumas horas do dia longe de mim, lá com as tias da escolinha e os outros bebês lindinhos, sim, mas cheios de babas e outras “inhacas” que todas as crianças têm. Então, vamos lá a minha lista de prós e contras.

Socialização (#prós)
Sem dúvida, este será se não o melhor um dos melhores benefícios que a escolinha poderá proporcionar ao seu filho. Ele vai aprender a brincar com outros bebês, a compartilhar coisas com os outros e, o que pode ser muito difícil para você, a saber viver algumas horas longe da barra da saia da mãe.

Novas experiências (#prós)
Por mais que a gente tente todo dia fazer algo novo em casa – uma nova brincadeira, um novo vídeo, uma nova comidinha para seu filho experimentar – não dá para comparar o nosso esforço com a estrutura e experiência que as professoras têm (claro, isso se você conseguir colocar seu filho em uma boa escola).

Autoestima renovada (#prós)
Filho na escola também significa mãe mais feliz. Quem concorda? Não é porque você deseja (imensamente) ficar algumas horas sozinha pra relaxar, ir no salão de beleza ou simplesmente pra conseguir dar conta da casa e poder retomar sua carreira que você não é uma boa mãe. Mãe feliz, filho feliz. Pense nisso.

Dodóis (#contras)
Minhas amigas alertaram, mas foi só sentindo na pele que me dei conta do quanto a escolinha pode, infelizmente, fazer as crianças ficarem doentes. Sim, porque sempre vai ter um coleguinha doente, alguém tossindo ou espirrando (os narizinhos escorrendo). Pra mim esse é o pior “contra” que faz a gente até pensar em desistir.
PS: A Manu começou a adaptação na segunda e na sexta estávamos, a 1 hora da manhã, no hospital com ela: febre de 39 graus, garganta super inflamada e a pior gripe que ela já teve até agora! Socorro! Deu vontade de tirá-la da escolinha.

Tudo pode acontecer (#contras)
Se em casa você tinha a sensação de que seu bebê estava quase 100% seguro com você, lá na escolinha você vai perceber que, no fundo mesmo, não é bem assim. Por mais que a escolinha seja super recomendada e super elogiada pelos outros pais, podem surgir alguns probleminhas, é fato. Uma queda, uma briga com um coleguinha, uma mordida de outro coleguinha … Infelizmente, tudo pode acontecer.

Dindin e mil coisas pra resolver (#contras)
Aqui você pode ou não concordar comigo, já que talvez você goste disso e considere um prós. Se na escolinha as novas experiências de seu filho serão mais frequentes, isso também quer dizer que você terá que sempre estar atenta às solicitações da escola. Então, leia todo dia a agenda e fique atenta, alguma solicitação pode ser para o dia seguinte.
PS: a Manu está só começando na escola e olha o que já veio: “Mamãe, teremos Mini Fazenda na próxima semana” (precisa pagar R$ 25,00 para a visita dos bichinhos). “Mamãe, haverá foto e filmagem essa semana” (pode comprar o DVD, se quiser, mas a foto também vai sair em tal coisa no final do ano, que já nem lembro mais o que era … então tá, né? risos). “Mamãe, seu filho vai participar da festa de final de ano?” (Pra isso tem que comprar fantasia que custa R$ 85,00). “Mamãe, essa sexta-feira tem aniversário na sala” (precisa compra o presente pro coleguinha que está fazendo 1 ano). “Mamãe, vai ter oficina de pizza (precisa comprar mini-pizza), e por aí vai …

Amigas, esses são os meus prós e contras. Como falei no início sou só uma mãe iniciante nesse mundo novo do “Maternal B”. Depois vou contar pra vocês como foi a adaptação (que ainda está sendo … difícil). Cruzem os dedos, esperamos conseguir!

Beijos, da Mamãe Prática Mari

clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.