5 dicas para dizer “não” às crianças

Quando a criança completa um aninho e então começa a engatinhar e andar pela casa, surgem os primeiros “nãos” que os pais precisam dizer a ela. “Não” para não abrir as portas dos armários, para não mexer no cachorro, para não colocar algo na boca e por aí vai. Com o tempo, nosso filho se dá conta de que esses “nãos” são realmente muito sérios e que ele nem sempre vai ser atendido em tudo o que deseja. Surge a frustração, acompanhada de muito choro e episódios de birras. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), dos dois aos três anos, a birra é muito frequente.

Já que dizer não exige uma boa dose de paciência de nós, mamães e papais, afinal esta tarefa é contínua e muita cansativa, selecionei algumas dicas do Departamento Científico de Pediatria do Desenvolvimento e Comportamento da SBP para nos ajudar.

Como dizer “não” aos filhos

1. Entenda quando iniciar
Não existe idade para começar a disciplinar as crianças porque disciplina não é castigo, e sim ensinamento.

2. Pais devem “falar a mesma língua”
Não adianta um dizer sim e o outro dizer não. Embora não seja fácil colocar limites nas crianças, esta é uma tarefa importante que precisa ser contínua e estar em harmonia entre o casal.

3. Não diga “não” para tudo
A escolha do que a criança não pode fazer deve ser bem decidida entre os pais, pois a negativa para qualquer coisa sem uma consistência e uma motivação real pode transformar o relacionamento em um modelo inadequado.

4. Não transmita medo aos filhos
Os filhos não devem e não podem ter medo dos pais! Esse sentimento provoca afastamento e desconfiança, e leva os filhos muitas vezes a buscar em outras pessoas o modelo correto.

5. Esteja seguro e confiante
O “não” deve sempre vir acompanhado da tranquilidade e da certeza de que aquela negativa não representa falta de amor e afeto. Muitas vezes dizer: “eu gosto muito de você, mas o que você está fazendo é errado e eu reprovo!” garante para a criança pequena a certeza de que a negação das suas vontades não está vinculada com nenhuma perda de amor dos pais.

Espero que tenham gostado dessas dicas!

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto: Studio CL Art

clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.