Livro infantil 365 contos

Resultado: Concurso Cultural Hora da Leitura

Olá queridas! Saiu o resultado do nosso Concurso Cultural Hora da Leitura e a ganhadora é a Maria Fernanda Favaro, de São Caetano do Sul, que vai receber o o livro ilustrado “365 contos”, da Editora Girassol.

No total, recebemos 33 respostas para a pergunta “Se a história Alice no País das Maravilhas tivesse sido escrita nos dias de hoje, o que você mudaria nessa fábula?” e os critérios para a escolha da ganhadora foram, principalmente, criatividade e originalidade.

Como sempre foi bastante difícil escolher a vencedora porque vocês são muito criativas e enviaram respostas lindas!

A Maria Fernanda respondeu a nossa pergunta com uma historinha, fazendo uma reflexão sobre a influência do uso da tecnologia nas relações entre as pessoas. Olha que bacana:

“Alice começou a correr atrás do coelho e de repente se sentiu estranha, percebeu uma atmosfera diferente com a qual estava habituada, notou que estava em outro lugar, como se estivesse atravessado um portal e as coisas que via eram bem diferentes das que estava acostumada. Tudo brilhava e possuía cores e luzes, casas enormes com várias janelas, o chão não possuía terra,  estava difícil até para respirar, o ar era denso, não viu árvores, rios ou aqueles animais com os quais estava acostumada. Se deparou com um mundo totalmente peculiar; os habitantes não pareciam seres humanos; as pessoas pareciam hipnotizadas e não conversavam entre si, corriam  de um lado para outro e ficavam olhando ansiosas para um objeto em suas mãos e apertando botões; mesmo as que estavam lado a lado não se olhavam nos olhos.

Alice se aproximou de um gato risonho, com um olhar perplexo e perguntou:

Gato que mundo é esse?

Quem são esses seres?

Gato: Oi menina….você está no mundo Wi-Fi  e esses seres são pessoas como você… Seja bem-vinda e aproveite para se conectar.

Alice: Seres humanos? Mas parecem zumbis… Não conversam olhando nos olhos, parecem que interagem apenas com o objeto em suas mãos; o que é isso Gato?

Gato: Ahhh Alice…vou te contar como funciona esse mundo aqui embaixo. Isso tomou conta dessas pessoas; realmente não conversam mais entre si através de palavras, não leem mais livros de papéis…  tudo está concentrado nesse objeto que você está vendo; através dele as pessoas se reúnem em grupos de conversa, fazem declarações de amor, falam através de símbolos quando se chateiam, para tudo aqui, existe um aplicativo…

Alice: aplicativos? Eles nos levam para algum lugar?

Gato: levam para todos os lugares que você desejar… Em qualquer mundo… Através deles é possível sabermos tudo o que está acontecendo ao mesmo tempo, nas diversas culturas existentes… Digo mais, nos permite até entrarmos no dia a dia e na rotina de algumas pessoas, que deixam pistas diárias de cada passo que dão…

Alice: as pessoas estão loucas?

Gato: quem não está Alice!? Hahahahahahaha, deu uma enorme risada e desapareceu feito fumaça.

Alice saiu dali bastante intrigada, sentindo-se entusiasmada com tanta novidade, porém com certo receio do que vira  e ouvira , e resolveu andar mais um pouco a procura de outras explicações.

Encontrou mais adiante o chapeleiro maluco também com aquele objeto em mãos com uma atitude bem esquisita… O mesmo, diferente dos demais, não estava olhando para baixo e apertando botões, mas sim olhando para o objeto como se fosse um espelho e fazendo caretas e sorrisos…

Alice: quem é você? E o que  faz? Me fale sobre esse mundo…

Chapeleiro: Calma ai, você vai atrapalhar meu self… Preciso publicar  esse novo chapéu e ver como se repercute, se vão gostar dele ou se vou ter que trocar.

Alice: porque você não pede minha opinião? Estou aqui do seu lado, fale comigo, preciso de respostas.

Chapeleiro: porque quero a opinião de uma menina estranha, se posso ter várias curtidas?

Alice: porque estou te vendo pessoalmente… Posso opinar melhor.

Chapeleiro: uma curtida só? Melhor não…

Alice:  Estou confusa e me sentindo triste… esse lugar tem saída?

Chapeleiro: Depende para onde você quiser ir, qual caminho quer seguir… Mas se tiver dúvida sobre isso ou até mesmo de quem é você, pode baixar um aplicativo que lhe diz o que  fazer e lhe diz também como é sua personalidade e com quem se parece mais… Agora me dê licença que estou ocupado e não quero perder meu tempo conversando com você, preciso responder minhas mensagens e procurar um lugar melhor de sinal…

Alice se assustou muito com todas aquelas informações, com os comportamentos que observou;  com certeza não seria feliz ali, precisava procurar a saída o mais rápido possível… voltar para seu mundo de livros com páginas de papel, diálogos com pessoas reais e brincadeiras ao ar livre, precisava ver um rio, nem que fosse pela última vez. Estava necessitando entrar em contato com sua natureza.

Tudo aquilo era muito “virtual para ela”. Sabia que um dia seria necessário se render pelas vantagens existentes que ouvira, mas definitivamente não estava preparada para isso, era necessário crescer um pouco e aproveitar um pouquinho para criar suas próprias fantasias…” (Maria Fernanda Favaro)

Obrigada a todas as nossas queridas leitoras que participaram e continuem nos acompanhando que, em breve, teremos mais novidades!

Beijos, das Mamães Práticas Fabi e Mari

10799609_753530831384867_836884265_nCadastre-se no Clube Mamãe Prática para acompanhar nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.