Liderança e autoritarismo infantil

Olá meninas!

A criança quer ser ouvida, mesmo que não seja atendida em seus desejos. Essa é uma das lições que tirei deste novo artigo da nossa colunista, a querida psicóloga infantil Ana Flávia Fernandes, também autora do Terapia de Criança. E como educar? Essa tarefa nem sempre é fácil e este artigo nos ajuda a refletirmos sobre que tipo de adulto queremos que sejam os nossos filhos. Super recomendo a leitura deste texto! Com a palavra, a Ana Flávia:

Desde os primeiros dias de vida as crianças estão aprendendo sobre comunicação. Elas choram, fazem caretas, apontam, se jogam no chão e a forma como falamos vai desenvolvendo também toda sua capacidade de compreender, receber as informações e formar valores internos sobre a relação com as pessoas.

Nesse processo de aprendizado, muitas vezes encontramos uma criança que demonstra ser a líder do grupo durante uma brincadeira. Geralmente, ela é carismática, querida e respeitada pelas pessoas com quem se relaciona. Isso acontece porque ela costuma ser espontânea, afetiva e tenta naturalmente incluir as vontades dos outros nas atividades que propõe. Como consequência, as outras crianças se divertem, querem ficar perto, brincar com ela porque se sentem respeitadas.

Por outro lado, existem crianças que impõem suas vontades no grupo de uma forma autoritária. Por vezes parece uma liderança, mas as trocas dessa relação ficam restritas porque uma criança adota uma postura mais submissa, não aprende a dar voz para suas vontades e a outra não aprende a lidar com as diferenças. A consequência dessa postura é a recorrência de conflitos e rejeição frequente, já que muitas crianças não querem se ajustar às imposições da outra.

As crianças aprendem a se relacionar de maneira inclusiva ou autoritária na relação com as pessoas que cuidam dela. Desenvolvem sua capacidade de brincar de forma espontânea quando encontram abertura para agir, sem sentir medo de errar e ser julgada. Com o tempo, elas assimilam esse modo de se relacionar e passam a ter essa postura com todo mundo. Por isso é tão importante cuidarmos da qualidade com que a relação está sendo construída na família.

Os pais são responsáveis por oferecer segurança e bem-estar aos filhos e para isso acontecer precisam ocupar um lugar de liderança na relação com eles. Oscilar entre a postura permissiva e autoritária causa confusão na cabeça dos pequenos.

“Oscilar entre a postura permissiva e autoritária causa confusão na cabeça dos pequenos”

Os pequenos que tentam impor sua vontade e demonstram uma frustração intensa, quando não são atendidos, podem estar sinalizando sua necessidade de uma relação de confiança, onde os seus sentimentos, desejos e opiniões são incluídos e respeitados, mesmo que não sejam realizados.

O grande desafio é exercer essa liderança de maneira inclusiva, fazendo com que a criança se sinta ouvida. Esse aprendizado não acontece de uma vez, é um processo contínuo que exige a coerência, constância e segurança dos pais nessa relação com os filhos.

“As crianças aprendem a se relacionar de maneira inclusiva ou autoritária na relação com as pessoas que cuidam dela”

Ana Flávia Fernandes:
Ana Flávia Fernandes: “O grande desafio é exercer essa liderança de maneira inclusiva, fazendo com que a criança se sinta ouvida”

Psicóloga Infantil com especialização em Psicodrama, Ana Flávia Fernandes atende as crianças e suas famílias há muitos anos. “Para cuidar bem dos pequenos, também é preciso cuidar dos adultos a sua volta”, explica. Muito querida e atenciosa, ela também nos brinda com a sua sabedoria e experiência clínica no blog Terapia de Criança.

Meninas, se vocês gostaram deste texto sobre como educar, fica a dica de mais outros 3 posts:
– 4 formas de fazer seu filho ser mais seguro e confiante
Como preparar seu filho para a vida adulta
 Ciúmes entre irmãos: como preparar o mais velho

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto: freeimages.com/Anissa Thompson

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

2 comentários em “Liderança e autoritarismo infantil”

  1. Oi! Esse artigo me ajudou bastante pra entender melhor um tema a ser estudado na academia. Faço pedagogia e queria indicações de teóricos que tratem do tema da liderança infantil, o autoritarismo, enfim…
    Aguardo resposta.
    Obrigada!

    1. Olá Géssica, tudo bem?

      Verificamos com a nossa colunista, a psicóloga infantil Ana Flávia Fernandes, autora desse texto. Segue a resposta da Ana para você:

      “Desconheço bibliografia específica de liderança infantil e autoritarismo. Indico os livros do Içami TIba, principalmente o ‘Quem ama, educa!’. Ele dá muita informação sobre esse e outros comportamentos do mundo infantil e as ferramentas que nos ajudam a lidar com os pequenos. Os livros da Helen Bee também me ajudam bastante!!! Vale a pena para quem gosta de estudar sobre o desenvolvimento infantil.”

      Esperamos ter te ajudado!

      Beijos, da Mamãe Prática Mari

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.