foto grávida sentada no parque

5 dicas sobre saúde bucal que toda grávida deveria saber

Olá meninas,

Quando estamos grávidas, pensamos em diversos cuidados que temos que adotar durante a gravidez, mas à vezes esquecemos que a saúde da nossa boca também é importante. Por isso, divido hoje com vocês estas dicas que recebi da Dra. Marcia Amar, especialista e mestre em odontopediatria. Segundo ela, a gestação é um período cheio de mudanças para a mulher que não pode deixar de realizar a higiene bucal, ou seja, fazer uma adequada escovação dental, usar fio dental e fazer enxaguantes indicados para esta fase. Olha só o que ela diz:

1. Visite seu dentista
Na gravidez, não deixe de ir às consultas periódicas com seu dentista. Neste momento é importante tratar focos de infecção, que podem ocorrer por desenvolvimento de cárie ou doenças de gengiva.

2. Fique atenta à gengivite!
Durante a gravidez pode ocorrer a chamada Gengivite Gravídica, inflamação exacerbada dos tecidos gengivais que envolvem os dentes, gerando intensos sangramentos, às vezes até de forma espontânea. Se isso acontecer, vá ao dentista para ser tratada e abuse da higiene bucal. Estudos comprovam que infecções crônicas podem levar ao nascimento prematuro do bebê!

3. Cuide da alimentação
Faça uma alimentação equilibrada e bem nutritiva. Evite ficar “beliscando”. Desta forma, você poderá reduzir as chances de contrair doenças bucais, além de garantir a boa formação dos dentes do bebê.

4. Evite açúcar
Quanto mais frequente a ingestão de açúcar na gestação, maior o risco da mãe desenvolver cárie e gengivite. Mesmo porque, a partir do quarto mês de gestação, o bebê inicia a fase do desenvolvimento do paladar. Pesquisas citam que quanto maior a frequência da ingestão de açúcar pela mãe durante a gravidez, maior será o estimulo ao doce ao bebê e, desta forma, mais tarde, estas crianças terão mais vontade de ingerir alimentos açucarados em sua dieta.

5. Adote cuidados depois do nascimento
A cárie e as doenças da gengiva são transmissíveis. Podem passar de mãe para filho. Como? O simples fato de assoprar alimentos já é uma fonte enorme de transmissão das bactérias responsáveis por estas doenças e muitas outras! Não sopre alimentos, não use os mesmos talheres e copos dados ao bebê e não o beije na boca. Assim, o risco de transmissão de bactérias ao bebê pode ser reduzido, ao manter o equilíbrio bucal e sistêmico.

Meninas, outra dica para vocês é a sequência de alongamento para gestantes. Espero que estas informações sejam úteis para vocês. Sobre não assoprar os alimentos que nossos filhos vão comer, eu já sabia, e por isso sempre procuro esfriar a comida da Manu de outra forma, mexendo com a colher.

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto: Mimo Fotos

Clube Mamãe PráticaCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.