Festa sem gastar muito

5 dicas preciosas para fazer a festa do seu filho sem gastar muito

Olá amiga seguidora! Hoje temos uma novidade: a mamãe Flávia Sphair, da Inventos em Eventos, entrou para o nosso time de colunistas! Uhuuu! Mensalmente, ela traz pra gente dicas bacanas e criativas para fazermos desde Chá de Bebê a festas de aniversário para os nossos pimpolhos! E o primeiro tema tenho certeza que vai interessar a você: como fazer uma festa infantil sem gastar muito! Com a palavra, a Flávia:

Os tempos atuais não estão fáceis pra ninguém: os preços aumentaram em tudo e os salários em nada. Ao mesmo tempo, o aniversário de seu filho está chegando. Dá um aperto no coração: queria tanto fazer algo para ele e seus amigos, mas como fazer uma festa se o orçamento for mais do que limitado? Como fazer uma festa infantil sem gastar muito?

A notícia boa é que, com criatividade e especialmente boa vontade, dá pra driblar a barreira do dinheiro e fazer uma festa super bacana para o aniversário de seu filho, e aqui vão 5 dicas preciosas para economizar na hora de celebrar:

1. Planeje com antecedência
Planejar com antecedência ajuda a encontrar opções, promoções e melhores custos. Eu sou daquelas que pensa no tema da próxima festa logo depois da que acabou de acontecer, e mesmo quando as crianças escolhem o tema eles costumam falar com antecedência daquele desenho que adoram ou do brinquedo que não vivem sem. Use esse tempo para, aos poucos, pesquisar e buscar as opções mais em conta de comida, decoração e tudo o que você deseja para seu evento. Isso vale inclusive para fazer compras em sites internacionais: dá pra comprar lembrancinhas, decorações, acessórios e muita coisa bacana com um preço acessível, mas que precisa de mais tempo de entrega.

2. Use o que você já tem dentro de casa
Tenho certeza que você tem alguns utensílios bacanas, mesmo que sejam alguns que usamos no dia a dia. Não precisa comprar pratos descartáveis da cor da festa se você tem pratos brancos que servem bem. Resista a algumas das tentações da moda e use suas próprias travessas de vidro, pratos, toalhas, e por aí vai… Você vai se surpreender com o quanto pode usar do que já tem em casa. Prefira comprar detalhes mais em conta do que tudo o que você vai usar para servir aos convidados.

Ano passado fiz a festa de 2 anos de meu filho com uma pequena comemoração: servimos palmitos e pepinos cortadinhos de aperitivo e usei uma bandeja com 4 tigelinhas que foi um presente de casamento, e pra dar uma cor, usei um pano tipo trilho de mesa, que temos na cozinha em vermelho, e ficou ótimo!

Festa sem gastar muito
Decoração da mesa com os utensílios de casa

3. Empreste
Você viu o que tem na sua casa e que não tem tudo o que você precisa. Então, que tal ver o que tem de seus pais, tios, irmãos e amigos? Claro, é necessário tomar todo cuidado possível quando optar por emprestar algo, mas por que não? Quem sabe eles tenham até algo que não usem, mas possam mesmo doar para a festa? Este ano, já pretendo usar alguns brinquedos emprestados da minha irmã para compor a decoração da mesa de aniversário!

4. Compre pela internet
Aproveite para comprar várias das decorações, lembranças, presentes e seja mais o que for pela internet. É muito comum ter vários preços melhores e ideias em sites do Brasil e claro… da China! Eu comprei uma roupinha de mini chef para meu pequeno com 4 meses de antecedência, para sua festa de 1 ano com tema de cantina italiana; chegou 2 meses depois e ficou puro charme no dia. Avalie, claro, o caso da cota limite para trazer de fora (em geral 50 dólares, mas dependendo do tipo de produto ainda pode ter alguma taxa), e o tipo de produto, se vale mesmo trazer de lá. Dependendo da compra, mesmo pagando imposto, o valor fica abaixo do que se for comprado aqui.

Outra opção EXCELENTE são grupos de pós-festas e desapegos nas redes sociais. O facebook, por exemplo, tem vários grupos de pessoas que vendem decorações, lembranças e artigos que sobraram de seu evento e que não serão mais usados, tudo idêntico a um novo da loja, mas bem cuidado por quem usou, e sempre mais barato que dentro do pacote. Vale a pena!

5. Faça você mesma
Não precisa ser artesã ou ultra talentosa para fazer algo por você mesma, porque os recursos de hoje são muitos e dá pra elaborar muita coisa bacana e fácil por conta própria, de docinhos às lembrancinhas. Também não tem problema algum optar em fazer algo mais tradicional, afinal, quem não gosta da boa e velha coxinha, e do fiel brigadeiro? Receitas tradicionais, decoração com cartolinas simples e toalhas de TNT, tudo dá certo. Eu adoro tudo que é feito por conta, acho que fica mais caprichado e com um toque de carinho também. E convenhamos, a festa é para seu pequeno, e as crianças são simples, elas querem nosso amor e atenção, e vão amar acompanhar e mesmo ajudar nos preparativos para a festa que, para eles, vai ser enorme e maravilhosa!

Então, deu pra animar? Agora já dá pra fazer uma festa super charmosa e econômica!

Flávia SphairFlávia Sphair é turismóloga com ênfase em Eventos e amante de festas. A organização do Chá de Bebê de uma amiga e o nascimento do seu filho Mateus a inspiraram a se tornar mamãe empreendedora (da Inventos em Eventos) e hoje Flávia cria brincadeiras originais e divertidas para eventos especiais.

Dica: as nossas leitoras ganham 10% de desconto nas opções de brincadeiras e produtos da loja virtual da Flávia! Basta escrever no pedido (no campo de mensagem ao vendedor): “sou leitora do blog Mamãe Prática”. Vale aproveitar!

Amiga, gostou das dicas da Flávia? Você pretende fazer este ano uma festa sem gastar muito? Já fez? Conte pra mim aqui nos comentários!

Dica: veja também outros dois posts (aqui e aqui) para fazer uma festa infantil sem gastar muito. 

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Fotos: Divulgação/Inventos em Eventos

Clube Mamãe PráticaCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

2 comentários em “5 dicas preciosas para fazer a festa do seu filho sem gastar muito”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.