Incentive seu filho a brincar!

Entenda por que brincar não é apenas um simples passatempo

DSC_0185_Manu brincando
Manuela brincando e aprendendo
Foto: Mamãe Prática

Você já percebeu o quanto as crianças aprendem enquanto estão brincando? Essa aprendizagem lúdica acontece desde o nascimento e traz um enorme benefício para o desenvolvimento físico e também intelectual dos bebês.

A Manuela, por exemplo, que tem pouco mais de 1 aninho, está na fase de autodescoberta e adora brincar com os pés e as mãos, além de apontar e sentir (e isso ela faz nela mesma, na gente, nas bonecas e nos bichos de pelúcia) detalhes do corpo, como os olhos, as orelhas, o nariz, a boca e o umbigo.

Para Tiago Aquino, professor dos cursos de pós-graduação em “Lazer e Recreação e Educação Física Escolar” e “Natação e Atividades Aquáticas” da Universidade Gama Filho (RJ), os pais podem utilizar o brincar como instrumento para o desenvolvimento das crianças. O desafio é promover oportunidades para os filhos criarem, explorarem e se divertirem. Veja mais detalhes sobre o assunto com base nas orientações do educador que também é palhaço profissional, o Palhaço Paçoca:

  • O brinquedo instiga a imaginação infantil. Ao vê-lo, a criança é tocada pela sua proposta, reconhece algumas coisas, descobre outras, experimenta e reinventa, analisa, compara e cria. Sua imaginação se desenvolve e suas habilidades também.
  • O ato de brincar e o brinquedo completam o mundo mágico infantil, levando a uma das principais formas de autodescoberta e vivências da criança, que começa a perceber seus limites, por exemplo.
  • Por meio das brincadeiras e jogos, a criança faz amigos, aprende a compartilhar e a respeitar o direito dos outros e as normas estabelecidas pelo grupo, além de se envolver nas atividades apenas pelo prazer de participar, sem visar recompensas nem temer castigos.
  • Brincando, a criança busca sentido para a sua vida. Sua saúde física, emocional e intelectual depende, em grande parte, dessa atividade lúdica.

Por meio das brincadeiras e jogos, a criança faz amigos, aprende a compartilhar e a respeitar o direito dos outros

Beijos, da Mamãe Prática Mari.

Você também pode gostar de ler: Férias: brincando como antigamente

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.