5 dicas valiosas para fazer o desfralde com sucesso (+ 5 dicas de livros)

Calma. Sim, pra mim, essa é a “palavra-chave” no processo de desfralde de uma criança. Confesso que estou bem ansiosa pra minha Manuela, de 2 anos, sair logo da fralda (o bolso do papai agradece, né gente? kkk), mas percebi que de nada adianta ficarmos assim, até porque podemos passar essa ansiedade para os nossos filhos.

O fato é que há cerca de 5 meses comprei 2 penicos e, ingênua, achei que minha pequena fosse se interessar em usá-lo. Fomos juntas escolhê-los no mercado e decidi adotar a “tática” do adesivo (cada vez que a criança faz xixi no penico ganha um adesivo). Mas logo percebi que não estava dando certo: ela não queria ficar sentada no penico de jeito nenhum, reclamava muito, e já nem ligava mais em ganhar os adesivos – a mamãe aqui “caiu do cavalo” kkk. O fato é que ela ainda não estava preparada para sair das fraldas e, por isso, decidi esperar.

Então agora que preciso retomar o processo, fiquei muito feliz quando recebi da pediatra da minha filha uma cartilha com orientações MUITO PRÁTICAS de como fazer o desfralde. O material foi desenvolvido por Lísia Schulz Weingaertner, residente de pediatria do Hospital Universitário Evangélico, de Curitiba (PR), e foi baseado em sua monografia sobre treinamento do controle esfincteriano. Eu gostei muito das dicas e vou colocá-las em prática (depois conto pra vocês como foi a experiência).

5 dicas valiosas para fazer o desfralde com sucesso

1. Avalie com cautela a hora certa de começar (se necessário, espere um pouco)

Segundo essa cartilha que mencionei, NUNCA se deve começar a retirada de fraldas antes dos 2 anos de idade, pois o início muito precoce e forçado pode fazer com que a criança perca o interesse e se sinta culpada pelo fracasso.

Para iniciar o processo de retirada de fraldas, a criança deve ser capaz de:
– Caminhar;
– Sentar-se sozinha por 5 a 10 minutos;
– Falar o suficiente para solicitar a ida ao banheiro;
– Tirar suas roupas, que devem ser de fácil manuseio (com elástico);
– Compreender os termos utilizados para nomear urina e fezes;
– Entender que existem locais apropriados, socialmente aceitos, para suas eliminações;
– Demonstrar interesse (anunciar xixi e cocô);
– Seguir instruções.

Atenção: sinais de que a criança não está pronta:
– Fica no penico e depois faz xixi no chão;
– Tira a fralda e então faz cocô no chão;
– Não deixa tirar a fralda, gritando e lutando quando os pais tentam;
– Mostra resistência para usar o penico ou o vaso sanitário.

2. Conhecendo o penico
Deixe a criança escolher o penico e coloque-o em locais onde a criança costuma brincar. Ele ainda não será usado para suas eliminações. Nos primeiros contatos com o penico, estimule a criança a sentar com roupa.

3. Perdendo o medo
Passe as eliminações das fraldas para o penico e depois para o vaso sanitário, com a ajuda da criança. Deixe a criança com cueca ou calcinha e estimule-a a tirá-la quando for sentar no penico. Quando a criança começar a usar o penico, coloque-o no banheiro. Meninos e meninas aprendem primeiro sentados. Quando completar o aprendizado, o menino deve ser estimulado a ficar de pé para urinar, imitando o pai e outros meninos

4. Ganhando autonomia
A criança é encorajada a usar o penico sozinha e quando desejar, podendo ser lembrada disso periodicamente. Usar o penico ou adaptar o vaso sanitário para que a criança fique equilibrada ao sentar, firmando os pés no chão e não contraindo a musculatura.

5. Quando tirar a fralda da noite?
Após a criança demonstrar interesse em se manter seca durante o dia, poderá iniciar o processo durante a noite (geralmente coincide com o aprendizado noturno, mas pode demorar algum tempo).

Livros podem ajudar!
Outra dica é buscar títulos de livros infantis sobre o assunto e ler junto com a criança. Achei esses aqui que parecem ser interessantes:

Dá pra comprar aqui:
– Adeus, fraldas, adeus
– Hora do Penico para meninos
– Hora do Penico para meninas
– Cocô no trono
– Cadê o meu penico?

Mamães, esse assunto é muito bonito na teoria, mas na prática “é que são elas”, não é mesmo? Por isso, vale mais uma vez lembrar que cada criança é única e que aquilo que serve para uma pode não valer para outra. Conheço crianças que saíram das fraldas rapidinho e com essa “tática” dos adesivos, que citei no início, mas tudo depende da forma como estamos encarando essa jornada e de como nossas crianças estão (ou não) preparadas. Na dúvida, sempre peça também a opinião de seu pediatra.

Aqui e aqui tem mais orientações sobre desfralde da psicóloga e psicanalista Clarice Wichinescki Zotti.

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto: Blog Mamãe Prática

clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

5 ideias sobre “5 dicas valiosas para fazer o desfralde com sucesso (+ 5 dicas de livros)”

  1. A minha bb tem 1 ano e 10 meses e por ela mesmo parou de fazer xixi a noite a fraldinha amanhece seca por serca de um mês isso tem acontecido, e também já pede pra usar o peniquinho, as vezes acontece de fazer um xixi ou um cocozinho na calcinha. Foi dela mesmo parar, acho que o que ajudou ela foi que tenho um bb de 3 anos!

    1. Oi Lucinete, nossa que precoce (risos), certamente o irmãozinho teve uma influência para ela começar a desfraldar cedo. Obrigada por compartilhar a sua experiência aqui com gente! Beijos, Fabi

  2. O meu tem 2 anos e 9 meses mas ta difícil tirar …bao gosta de sentar no pinico..e qdo senta nao faz e é so sair e faz no chão ou na cueca …nem no vaso não quer sentar…me ajudem o que faço? Ah e ele não fala quase nada ainda aliás só mamãe e Papai e mais umas 5 palavras meio errada

    1. Oi Ana Paula. Talvez seja o caso de avaliar se seu filho já está pronto para o desfralde, pois cada criança tem o seu tempo e temos que ter paciência. Aqui em casa meu filho Serginho de 3 anos ainda está aprendendo e está difícil de fazer cocô no vaso ou no penico, por enquanto só na fralda… Beijos, da Mamãe Prática Fabi

      10 sinais de que seu filho está pronto para deixar as fraldas

      – A criança já consegue falar e andar bem.
      – Pede para tirar a fralda, pois se incomoda se está suja ou molhada.
      – Fica inquieta e tenta tirar sozinha a fralda.
      – Avisa que está com vontade de fazer xixi ou cocô.
      – Sabe a diferença entre xixi e cocô.
      – Pede para sentar no penico ou no vaso sanitário, demonstrando curiosidade por estes objetos. Não demonstra resistência.
      – Consegue ficar sentada por alguns minutos no vaso sanitário ou penico.
      – Consegue abaixar e levantar as calças.
      – A fralda fica seca por até 3 ou 4 horas. Isso mostra que a criança está iniciando o controle dos esfíncteres (músculos que controlam a liberação e retenção da urina e das fezes).
      – Demonstra interesse pelos hábitos de higiene como lavar as mãos, escovar os dentes e tomar banho (geralmente imitando os pais).

Deixe uma resposta