silicone e amamentação

10 perguntas-chave sobre silicone x amamentação

Olá meninas! Vocês já perceberam que a gente adora falar aqui no blog sobre amamentação, e já falamos sobre seus mitos, sobre os benefícios em amamentar e até em dificuldades na amamentação, como quando o leite “empedra”. Eu passei por isso e já contei AQUI como foi superar essa situação (nada fácil). Mas hoje vou dividir com vocês outro assunto: a amamentação para as mulheres que colocam silicone.

Se você já implantou a prótese e tem dúvidas sobre o assunto ou se você gostaria de colocar, mas tem receios em como seria depois a amamentação, vale conferir as dicas do cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. André Colaneri. Ele esclarece tudo pra gente:

10 perguntas-chave sobre silicone x amamentação

1. A presença de próteses altera a quantidade de leite produzido? E a qualidade?
Não, pois a prótese quando colocada não interfere nas glândulas mamárias. Independentemente do plano de colocação (subglandular, submuscular, subfascial ou duplo plano), não interfere.

2. O bebê pode rejeitar a mama devido à textura diferente?
Não. A mama com prótese pode ter uma consistência mais firme, porém a textura, o cheiro é o mesmo. O bebê também vai conhecer a mama já aumentada e para ele esse será o padrão normal.

3. O silicone pode vazar durante a amamentação?
Não. As próteses são resistentes e passam por rigoroso teste de qualidade. A amamentação não exerce nenhuma pressão ou trauma sobre a prótese.

4. O período de amamentação de uma mulher com próteses é o mesmo de uma que não passou pela cirurgia?
O tempo possível de amamentação de uma mulher com ou sem próteses é igual.

5. As próteses agravam a flacidez após o período?
A flacidez pós-amamentação é quase inevitável, pois as mamas aumentam de volume com o leite produzido e depois diminuem, o que faz com que a mama laceie mesmo sem ter prótese. A prótese abaixo da glândula, por não ter nenhuma sustentação, pode levar à maior queda, se comparada à abaixo do músculo.

6. O leite pode empedrar por causa das próteses?
O leite fica “empedrado” quando a mama não é totalmente esvaziado durante mamada. Portanto, o silicone não tem nenhuma relação com a situação.

7. Os implantes podem fazer os mamilos racharem?
Não. Na verdade, o que pode causar danos às mamas é a “pega” incorreta (maneira de posicionar o bebê na hora de amamentar), além do ressecamento das aréolas.

8. Os implantes causam dor à mulher durante a amamentação?
A dor durante a amamentação também está relacionada, muitas vezes, à pega. A presença de silicone não aumenta ou diminui as dores.

9. O uso de bombas de sucção de leite pode “estourar” as próteses?
Não, as bombas não interferem nos implantes, mas o uso desses produtos deve ter sempre orientação médica.

10. É possível colocar implantes durante o período de amamentação?
Não, pois as mamas ficam inchadas com o volume extra. É necessário aguardar três meses para realizar a cirurgia, para que as mamas voltem ao tramalho natural e o leite seque.

A pega correta
Sobre a “pega correta”, isto é tão importante que fiz pessoalmente um vídeo com a pediatra Claudete Teixeira Krause Closs, coordenadora do Proama – Programa de Aleitamento Materno da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (PR), ensinando como fazer.  Foi assim que a minha pequena aprendeu a mamar e foi, aos poucos, aliviando a mama que estava ingurgitada (“empedrada”).

Dica de leitura
Meninas, aproveito para deixar a dica de dois e-books sobre amamentação que podem te ajudar a entender mais sobre o assunto e se preparar para o aleitamento materno. Eles foram elaborados por especialistas em amamentação que seguem as orientações de sociedades médicas e órgãos de saúde nacionais e internacionais:
– E-book: “Amamentação para Iniciantes”, da Cláudia Souza
– E-book “As 100 maiores dúvidas sobre amamentação”, da Renata Vargas, que inclusive já participou do nosso blog no post“Amamentação sem mistério: especialista esclarece as principais dúvidas”.

Meninas, espero que essas orientações tenham sido úteis pra vocês! Ah, e o médico ainda lembra que para cada tipo de mama, de biotipo e perfil psicológico há uma prótese ideal. Além disso, para maior segurança, é indicado sempre procurar um especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e operar em ambiente hospitalar.

Beijos,

Mamãe Prática Mari

Foto:  freeimages.com

logo_clube (1)Cadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Um comentário em “10 perguntas-chave sobre silicone x amamentação”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.