Publicado em Deixe um comentário

Como proteger nossos filhos da dengue

Infelizmente, mais uma vez o surto da dengue acontece em várias cidades do nosso País e, assim como eu, imagino que você, querida leitora, está preocupada com o risco que seus filhos possam correr.

Ouvimos tanta coisa sobre o tema que tem horas que ficamos até sem saber o que realmente funciona (ou não) para proteger a nossa família, não é? Pensando nisso, fui pesquisar quais são as recomendações de fontes mais confiáveis para evitarmos que a doença chegue perto dos nossos filhos.

Continuar lendo Como proteger nossos filhos da dengue

Publicado em Deixe um comentário

Como evitar engasgo de bebês e crianças

Essa semana o caso de uma bebê de apenas nove meses que engoliu uma presilha de cabelo ganhou repercussão nas redes sociais e na imprensa. Infelizmente a pequena Valentina teve diversas complicações e uma infecção hospitalar após a cirurgia de retirada da presilha, há cerca de três meses, e não resistiu.

Assim como muitas mães que se manifestaram na internet, fiquei muito triste e impressionada com esse caso. Bebês e crianças pequenas precisam de supervisão o tempo todo porque colocam tudo na boca, mas mesmo com tanto cuidado acidentes podem acontecer. Então, achei legal dividir com vocês algumas informações que pesquisei sobre prevenção de engasgos, aspirações de objetos e sufocação. Veja as dicas:

Continuar lendo Como evitar engasgo de bebês e crianças

Publicado em 1 comentário

Ambiente seguro para seu bebê

Quando resolvemos casar ou, no jargão popular, simplesmente “juntar os trapos”, a maior alegria (principalmente das mulheres) é começar a arrumar a casa nova, escolher os móveis e a decoração. Se o casal já tivesse em mente o objetivo de ter filhos, o ideal seria já comprar móveis e preparar a casa para receber as crianças, mas quem faz isso?

Geralmente, somente quando temos um bebê é que percebemos o quanto os cômodos do nosso lar podem ser pouco seguros para os nossos pequenos. Pior ainda é o fato de que muitas famílias não se dão conta dos perigos até o momento em que algo de ruim acontece.

Segundo a ONG Criança Segura, os acidentes (lesões não-intencionais) representam a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos no Brasil. Conforme informa a ONG em seu site, no total, cerca de 4,7 mil crianças morrem e 125 mil são hospitalizadas anualmente, devidos aos acidentes, segundo dados do Ministério da Saúde, configurando-se como uma séria questão de saúde pública. Dentre os acidentes que levam à morte, estão sufocação, afogamento, queda, queimadura com fogo, atropelamento, choque elétrico e envenenamento.

Continuar lendo Ambiente seguro para seu bebê