Síndrome de Down: recado a uma futura mãe

A espera de um filho é um momento especial e bastante aguardado, mas quando vem a notícia da Síndrome de Down muitas famílias ficam inseguras, com medo e apreensivas. Por isso, selecionamos este vídeo líndo para mostrar para vocês que podem estar passando por isso. Ele foi feito em resposta a uma mãe que estava esperando um bebê com Síndrome de Down. Assustada, ela perguntou: “Que vida terá meu filho?”. Veja a resposta e prepare os lencinhos (risos):

De acordo com o Movimento Down, quando descobrem que seu filho tem a síndrome, os pais passam por diversos momentos e sentimentos, como a negação, a raiva, a depressão, a aceitação e, então, o  entendimento. “As pessoas podem não experimentar esses sentimentos nessa ordem. Podem passar por todos de uma vez e voltar a senti-los em outros momentos. Poderá haver momentos no futuro, talvez quando vocês virem uma mulher grávida, quando um amigo tiver um filho ou quando vocês perceberem que seu bebê faz as coisas um pouco mais devagar, em que vocês voltem a ficar tristes. Mas seu amor pela criança vai superar qualquer outro sentimento”, afirma a instituição na cartilha Três Vivas para o Bebê!

Super recomendamos a leitura dessa cartilha! Escrita por mães e pais que têm filhos com Síndrome de Down, a publicação apresenta relatos sobre o que eles sentiram, além de informações que gostariam de ter ouvido quando o bebê nasceu. Sem dúvida, uma excelente leitura para futuros pais de bebês com Síndrome de Down.

Mamães e papais, deixamos aqui o nosso carinho para as famílias com crianças com Síndrome de Down. Que seus filhos recebam muito amor e sejam muito felizes.

Beijos, das Mamães Práticas Mari e Fabi

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para acompanhar nossos posts e novidades!

2 comentários em “Síndrome de Down: recado a uma futura mãe”

  1. Chorei com o vídeo, pois sei que muitos médico até indicam tirar esse filho que eles julgam ser “inviáveis” … Conheço uma pessoa que teve a notícia e está pensando em tirar, assim como quem descarta uma calça furada. Ali tem provas que esses filhos existem , são gente , são família e se reparar, mesmo eles que tem uma síndrome com características muito marcadas, cada um tem um rostinho diferente, jeitinho sorriso próprio… Enfim o vídeo é muito lindo.

    1. Lindo mesmo esse vídeo Sara, que bom que vc gostou! O assunto é delicado e precisa ser tratado com muito respeito e carinho né bjsss

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.