Como os bebês evoluem mês a mês

Uma das coisas mais gratificantes de ser mãe é acompanhar o crescimento do nosso bebezinho. É incrível como de um mês para o outro eles mudam. No começo aprendem a sorrir e nos acompanham com o olhar, depois mexem as mãozinhas para pegar os brinquedos e então aprendem a se virar e ficar de bruços, a emitir sons fofinhos e por aí vai… Até que um dia já conseguem falar e andar sozinhos!

Às vezes a gente pensa que eles estão crescendo muito rápido, que estão fazendo algo antes da hora, mas, na verdade, tudo faz parte do processo normal de desenvolvimento da criança. Entender esse processo é importante para não criarmos expectativas irreais sobre a evolução dos nossos filhos.

Por exemplo, meu bebê está com quatro meses e agora aprendeu a se virar e ficar de bruços, então vivo ouvindo que ele é precoce, que vai aprender a engatinhar bem cedo, mas não é bem assim, ele só está se desenvolvendo como qualquer criança.

Curiosidade
Até o sexto mês, os bebezinhos têm o que os pediatras chamam de “reflexo de moro”, que parece um susto, mas é um reflexo normal, parece um movimento de abraço que a criança faz quando percebe um barulho ou maior movimentação.

Sinais de alerta
É importante saber que a criança pode estar adiantada ou atrasada em relação aos marcos de desenvolvimento, sem que haja qualquer problema, pois cada criança tem o seu tempo.

No entanto, alguns sinais podem indicar a necessidade de buscar a ajuda de um pediatra para que ele avalie se há algo errado.

  • 9 meses: bebê não balbucia
  • 12 meses: não compartilha gestos
  • 16 meses: não diz nenhuma palavra
  • 24 meses: sem linguagem funcional de frases de duas palavras

Para esclarecer as dúvidas sobre o tema, montei essa tabelinha que orienta sobre os principais marcos do desenvolvimento dos bebês. Olha que bacana:

Recém-nascido Mantém as mãos fechadas em forma de punho a maior parte do tempo; costuma ficar na posição fetal; responde com choro e sobressalto a ruídos fortes e repetitivos; reflexo de sucção quando o mamilo se aproxima da sua boca.
1 mês Olha para quem está o observando; levanta a cabeça por alguns momentos; aperta objetos colocados na sua mão; faz careta e pisca com luz intensa; sorri ao ouvir a mãe; chora por causa de fome, frio ou sono; demostra estar atento.
2 meses Sorri e balbucia; abre as mãos e os braços diante de um objeto; segue objetos com os olhos; emite sons como “agu” quando chamam.
3 meses Já consegue sustentar a cabeça; segura objeto com as duas mãos; gira ao ouvir um barulho; responde diferente para voz ríspida e alegre; mostra-se alegre ao ser amamentado.
4 meses Alcança e pega objetos pequenos; reconhece seu próprio nome; come ou toma remédio na colher.
5 meses Consegue se virar; diferencia e reage a diferentes sons com o movimento da cabeça; emite sons repetitivos como “ta, ta, ta”; mexe com suas mãos e pés.
6 meses Mantém-se sentado; gira facilmente; pega um objeto em cada mão; compreende “upa”, “vem” e “tchau”; toca sua imagem no espelho; bebe no copo com ajuda; percebe quando um objeto cai.
7 meses Segura objetos e os transfere de uma mão para a outra; senta sem apoio; diz “mama” e “papa”.
8 meses Faz o movimento de “pinça” com os dedos indicador e polegar; chama ou grita para fazer contato; lança objetos para ouvir o som.
9 meses Senta-se sozinho; compreende o “não”; encontra objetos escondidos.
10 meses Aprende a engatinha; caminha se apoiando nas coisas; busca brinquedos em uma caixa; pode sentar no penico com ajuda.
11 meses Consegue ficar de pé e dar passos com apoio; pinça coisas pequenas; responde a uma ordem simples e identifica objetos; imita gestos; come com as mão utilizando o prato; explora seus brinquedos.
12 a 15 meses Aponta o que quer; brinca colocando cubos em uma caneta; diz pelo menos uma palavra, além de papai e mamãe; anda sem apoio; sobe escadas engatinhando; arrasta brinquedos; identifica objetos; faz rabiscos.
15 a 18 meses Usa colher ou garfo; constrói uma torre em cubos; fala pelo menos três palavras; caminha para traz sem cair; imita tarefas ; avisa de suas necessidades; protege seus brinquedos.
18 a 24 meses Consegue tirar uma peça de roupa; constrói uma torre com três cubos; vocabulário já inclui 10 a 20 palavras; aponta para figuras quando solicitado; chuta bola.
24 a 30 meses Veste-se com supervisão; constrói uma torre com seis cubos; forma frases com duas palavras; pula com ambos os pés.
30 a 36 meses Brinca com outras crianças; imita uma linha vertical com o lápis; diz frases completas; arremessa uma bola com a mão; faz pontes com cubos; vira páginas de um livro, escolhe figuras e as mostra; veste peças de roupa.


Fontes: www.conversandocomopediatra.com.br e  “Quadro do desenvolvimento da criança” (Abbot Nutrition).

Queridos leitores, o que acharam do tema? Ajudou a esclarecer o assunto? Espero que tenham gostado.

Para finalizar, vejam que lindo esse registro da evolução de um bebê mês a mês. Encontrei essa foto no Pinterest.

Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Foto: Sueli Zischler Photograph

Você também pode gostar de ler:
Choro do bebê: aprenda a identificar
Hora de enfrentar o período de cólicas
Como preservar a relação do casal com a chegada dos filhos

Cadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades

2 comentários em “Como os bebês evoluem mês a mês”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.