sono dos bebês

Quando o bebê só dorme no peito: entenda o que fazer

Olá meninas, dando continuidade ao tema sobre o sono dos bebês nos primeiros meses, hoje apresento o restante da entrevista que fizemos com a orientadora em cuidados com recém-nascidos e parent coach Mariana Zanotto Alves, de Porto Alegre (RS). Ela faz atendimentos em domicílio e um dos aspectos que ela acompanha e orienta os pais é sobre o sono dos bebês e quando o bebê só dorme no peito.

Vejam a seguir o que ela tem a dizer sobre situações muitas vezes nada fáceis pra quem é mãe de primeira (ou muitas) viagens:

Como ensinar o bebê a adormecer no berço? Como fazer isso?

Em primeiro lugar, espaçar as refeições (mamadas) funciona muito para a organização de sono. Além disso, outra estratégia é fazer a diminuição gradativa do colo na hora de dormir, começando primeiro com 10 minutos de colo e 1 minuto de berço, depois 8 minutos de colo e 2 minutos de berço, e assim por diante. Mas cada família é única e pode ser que você consiga inicialmente 20 minutos de colo e 30 segundos de berço, e isso não está errado. O importante é colocar uma meta, como diminuir o colo no prazo de 1 mês e então ir diminuindo 1 minuto de colo a cada dia, por exemplo. Cada mãe ou cuidador pode traçar a sua própria meta.

Por que alguns bebês que aprenderam a dormir no peito dormem a noite inteira e outros continuam acordando de 2 em 2 horas ou de 3 em 3 horas mesmo após 1 ano de idade?

O sono e a amamentação são processos diferentes e infelizmente sempre que falamos de um naturalmente atrelamos ao outro. Porém aprender a dormir requer tanto esforço quando aprender a amamentar. Alguns bebês nascem dormindo bem e pronto. Outros, ou melhor, a maioria exige muitos acertos e erros em abordagens e rotinas para solucionar dificuldades de sono ou aprender a dormir sozinhos.

Essa situação popularmente chamada de “o peito virou chupeta” causa muita angústia nas mães que ficam cansadas por não conseguirem dormir mais de 3 ou 4 horas seguidas. Quando esta situação já está instalada (o bebê só dorme no peito) e a mãe deseja continuar amamentando, qual a sua recomendação?

Hoje no Brasil a duração média de amamentação é de 54 dias. Esse número é assustador e eu acredito que boa parte disso está relacionada à ideia errônea de que amamentação e sono são inimigos.

Bebês que mamam na mamadeira ou que já estão se alimentando com papinha também têm problemas com o sono! O que nos prova que amamentar não tem nada a ver com não dormir a noite. A solução é combinar a rotina adequada para idade do seu bebê com a abordagem adequada para seu temperamento.

Aprendizagem de sono pode gerar reações e comportamentos indesejados (como choro), o que resulta em um alto número de desistência e falta de consistência. Por isso é importante se informar e buscar suporte com profissionais ou pessoas próximas que compartilham do seu ponto de vista, escolher uma abordagem que você se identifique e a seguir com muita consistência e persistência.

Quais as abordagens mais conhecidas? Você poderia citar os autores e seus livros?

As abordagens mais conhecidas são as técnicas presenciais e as técnicas não presenciais que podem envolver contato físico com o bebê ou não. Por exemplo, no livro A Encantadora de Bebês, a técnica usada é presencial e consiste em utilizar o colo somente para acalmar o bebê. Uma vez que o colo surtiu efeito o bebê deve retornar ao berço. Já no livro Nana, Nenê do Dr. Gary Ezzo a recomendação é combinar uma alteração de rotina com a técnica não presencial, aonde após o bebê ser colocado no berço o cuidador aumenta gradualmente os intervalos fora do quarto e entra somente após um tempo programado de choro.

Alguns livros que eu recomendo sobre o assunto são Noites sem Choro (por Elizabeth Pantley), Crianças Francesas Não Fazem Manha (por Pamela Druckermen), O bebê Mais Feliz: Guia para um ótimo Sono (por Dr. Harvey Karp) e Bom Sono (por Richard Ferber). Cada um defende uma abordagem diferente, porém todos consistem da mesma premissa.

Qual a sua opinião sobre a técnica do Dr. Jay Gordon (Método Remoção Gentil para bebês acima de 1 ano que associam sugar o bico do peito para dormir)?

Eu acredito em consistência e persistência. Se você, mãe (ou outro cuidador), acredita na técnica do Dr. Jay Gordon e está disposta a implementar de forma consistente e persistente tenho certeza que terá resultados incríveis.

Em mais de 10 anos de experiência ensinando bebês e famílias a se compreenderem melhor posso garantir que a amamentação não apresenta problemas para a aprendizagem do sono. O importante é se identificar com a abordagem e se comprometer a colocá-la em prática.

Dentre as abordagens citadas anteriormente, quais poderiam ser aplicadas para estes casos (sugar o bico do peito para dormir)?
Em minha experiência, torna-se evidente que depois de um tempo abordagens que incluem o colo são mais estressantes para cuidador e criança. Após o primeiro ano, a criança já é grande e se torna difícil manusear o pequeno e garantir seu conforto e segurança quando precisamos colocá-lo e retirá-lo inúmeras vezes do berço.

Mesmo assim, insisto em dizer que qualquer abordagem é válida com tanto que exista dedicação e um aumento diário de liberdade do bebê/criança em relação ao sono. Por exemplo, que ele tenha mais espaço para se movimentar livremente no berço e se expressar livremente.

Meninas, sobre a técnica do Dr. Jay Gordon para bebês acima de 1 ano, esta consiste em fazer a criança desassociar, de forma gradativa, o peito para adormecer, aprendendo que ela pode dormir por ela mesma (que não precisa mais desse apoio). Ele acredita que é possível fazer essa desassociação e continuar amamentando. Você encontra o texto original do médico, em inglês, aqui em seu site, onde ele explica o processo passo a passo. Também encontrei uma tradução (aqui).

Para quem está passando por essa situação (o bebê só dorme no peito e isto virou um problema), espero que este post e as dicas da Mariana Zanotto possam ajudar você!

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto: Sueli Zischler Photography

Clube Mamãe PráticaCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

6 ideias sobre “Quando o bebê só dorme no peito: entenda o que fazer”

  1. Olá! Tenho uma bebê de seis meses que só dorme na teta, li todos os post do site relacionados ao tema mas não achei respostas para o meu caso real. Ela no início da vida acordava mt a noite eu era praticamente um zumbi. Aí depois parou acordava uma, duas vezes. Sempre dormia no carrinho no meu quarto e agora com seis meses começou a acordar mtas vezes a noite e como está muito frio no RS coloquei dormir com nós só que mesmo assim acorda praticamente de uma em uma hr ou duas em duas, coloco na teta ela suga um pouco e dorme. De dia da uns três cochilos de nem meia hora e de noite é isso esse sono agitado. Tô tentando tirar da cama e não tem jeito ela chora muito nem no carrinho que dormia antes agora não quer que dirá o berço. Não sei mais o que fazer me ajudem. Vcs que já passaram por isso tem mais propriedade sobre o assunto. Grata.

    1. Olá Débora,

      Não sei se você chegou a ver a entrevista que fizemos com a orientadora em cuidados com recém-nascidos e parent coach Mariana Zanotto Alves. Aqui neste outro post ela orienta sobre ensinar o bebê a dormir no berço e também fala sua visão sobre o “peito de chupeta”. Neste post ela analisa o sono dos bebês nos primeiros meses.

      Infelizmente, não temos como te dar uma “receita pronta”, pois cada caso é um caso, cada bebê é único. O mais interessante seria você buscar uma profissional que possa te acompanhar alguns dias pessoalmente para ver de perto esse processo, ou seja, como ocorre o sono da sua bebê durante o dia e durante a noite. A Mariana Zanotto, por exemplo, também é do Rio Grande do Sul.

      De qualquer forma, sugiro você ficar bastante atenta aos seguintes fatores: será que ela está dormindo o suficiente durante o dia? Isto pode sim atrapalhar o sono da noite. Será que ela mama bem durante o dia? Qual a qualidade das mamadas? Será que ela já não está muito grande para o carrinho? Como é a rotina de sono?

      Também sugiro você não se apegar a querer fazer a sua bebê adormecer no berço. No meu caso, minha filha sempre adormeceu com a gente (na nossa cama), mas logo em seguida a levamos para seu berço (e hoje para a sua cama).

      Espero que logo tudo melhore por aí.

      Beijos, da Mamãe Prática Mari.

  2. Acabo de ler o texto do Dr Jay Gordon, e sinceramente, foi o MELHOR que já li até agora. Acalmou meu coração! Era tudo o que precisava… Depois de tanto ler, procurando soluções, decidi esperar até que minha pequena complete pelo menos um ano ( hoje está com 8 meses) e estou muito feliz por isso! Sim… Ela é nova, precisa de todo meu carinho, minha atenção e meu leitinho também! Rs…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *