alimentação saudável: cardápio infantil

Alimentação saudável: cardápio para crianças de 2 a 6 anos (ideal para colesterol alto)

Olá meninas, muitas mães nos procuram aflitas em busca de um cardápio infantil saudável ideal para seus filhos diagnosticados com colesterol alto. Nosso post “Crianças com colesterol alto: alimentos que podem e não podem entrar na dieta” já foi compartilhado mais de mil vezes no Facebook, prova do quanto nossas leitoras precisam de informações nutricionais.

Para continuar ajudando essas mamães e também as mães que desejam oferecer uma alimentação mais equilibrada aos seus filhos, pedimos para a nutricionista Priscila Maximino elaborar um cardápio semanal para crianças de 2 a 6 anos. Nosso pedido foi, em especial, um cardápio infantil saudável para crianças nessa faixa etária com colesterol alto, mas Priscila explica que nestes casos o cardápio infantil deve ser generalizado, ou seja, é o mesmo indicado para as famílias que buscam uma alimentação equilibrada.

A nutricionista lembra que o colesterol alto ou a dislipidemia é uma doença que deve ser tratada e acompanhada para se verificar suas causas. “Nosso fígado produz grande parte do colesterol circulante. A outra parte deve ser consumida e nunca zerada da alimentação. Nem o ovo é proibido, porque o colesterol é de fundamental importância na formação de hormônios, enzimas etc.”, explica Priscila, que também é especialista em Nutrição Infantil e pesquisadora do Centro de Dificuldades Alimentares do Hospital Infantil Sabará, de São Paulo.

Assim, se a criança tem maus hábitos alimentares, provavelmente pode estar acima do peso, pode ter falta de fibras, vitaminas e minerais e, além de tudo isso, o colesterol elevado, daí a importância de uma alimentação equilibrada como mostramos no cardápio infantil saudável a seguir.

> O colesterol alto também pode ter causa genética. Veja aqui




8 dicas importantes sobre este cardápio infantil ideal para crianças com colesterol alto:

Dica 1. O cardápio infantil apresentado a seguir deve ser adaptado à faixa etária da criança, pois a quantidade dos alimentos varia de criança para criança.
Dica 2. Principalmente no caso das crianças com colesterol alto, é importante priorizar alimentos naturais e evitar produtos industrializados, como bolachas e biscoitos.
Dica 3. As crianças com colesterol alto devem consumir alimentos com gorduras boas, como abacate e peixe.
Dica 4. A salvia hispânica, popularmente conhecida como chia, é rica em ômega-3, proteínas, fibras, substâncias antioxidantes e minerais. Assim, ela enriquece a alimentação infantil e ajuda no controle do colesterol (por ter fibras e fonte de ácidos graxos – gorduras – que ajudam no metabolismo e consequentemente a controlar o colesterol LDL).
Dica 5. O colesterol alto não impede as crianças de comerem o açúcar, mas o problema é consumi-lo em excesso, já que, neste caso, o paladar da criança fica bastante comprometido e cada vez mais a criança necessita do doce em intensidade maior.
Dica 6. Para as preparações a seguir, no lugar do açúcar refinado, pode-se usar mel, melado de cana, açúcar demerara orgânico, baunilha ou suco de maçã (que pode adoçar geleias, por exemplo).
Dica 7. O arroz integral é indicado por ter as fibras que ajudam a diminuir a absorção do colesterol.
Dica 8. Como opção para lanchinho antes de domir, a nutricionista Priscila sugere uma fonte de cálcio, como o leite semidesnatado quente polvilhado com canela, mas você pode optar por outra fonte de cálcio (como iogurte e queijo branco) ou, ainda, variar com frutas, caso seu filho não aceite tomar leite.

Cardápio para crianças de 2 a 6 anos (também ideal para crianças com colesterol alto)
Refeição Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira
Café da manhã Leite semidesnatado batido com abacate

> Usar melado para adoçar ou o mínimo possível de açúcar demerara

Pão sírio integral com geleia de frutas vermelhas (geleias 100% fruta)

Mingau de aveia com banana e uva passa (leite semidesnatado com aveia, banana picada e uvas passas) Leite batido com maçã e aveia

Bolo de banana (feito com farinha integral ou aveia)

Lanche da manhã (se houver tempo) Abacaxi picado

> Se o abacaxi estiver bem docinho, não precisa colocar açúcar. Ou usar o mínimo possível de açúcar demerara

Kiwi picado Melão picado
Almoço Carne moída com tomate e berinjela picada.

Arroz integral colorido com cenoura ralada (ou arroz branco cozido com um pouco de quinoa misturada em poucas quantidades).

Feijão carioca

Salada de legumes (ervilha, chuchu refogado e milho verde) ao molho de hortelã (ou sem o molho, se a criança não aceitá-lo)

Arroz integral

Feijão preto

Quibe assado

Arroz integral colorido com vagem picadinha

Feijão vermelho

Posta de atum selado com gergelim (ou salmão assado no forno)

Purê de batata doce

Lanche da tarde Creme de mamão (mamão amassado e misturado) com aveia e castanha de caju triturada

Iogurte grego desnatado

Torrada de pão integral com creme de amendoim

Melancia picada

Iogurte desnatado de morango

Saladinha de fruta (pera, maçã, banana, morango) com 1 colher de aveia e um fio de melado de cana (ou o mínimo possível de açúcar)

Leite fermentado

Jantar Escondidinho de frango desfiado com brócolis com purê de mandioquinha Hambúrguer de quinoa com legumes

Batata cortada em palito assada no forno com alecrim

Salada de alface americana e tomates picadinhos

Macarrão espaguete integral a bolonhesa

Antes de dormir Leite semidesnatado quente polvilhado com canela (se precisar usar açúcar, usar o mínimo possível do demerara) Leite semidesnatado polvilhado com canela Leite semidesnatado
Refeição Quinta-feira Sexta-feira Sábado Domingo
Café da manhã Leite semidesnatado com café (para as crianças que já tomam café) ou leite com achocolatado

> Outras opções são o cacau e o chocolate culinário que têm menos açúcar que o achocolatado comum

Pão integral torrado com requeijão

Leite batido com morango e aveia

Bolo caseiro de maçã

Pão de forma integral com creme de queijo branco

Leite semidesnatado batido com cacau e banana

> Se precisar de açúcar, usar o mínimo possível, de preferência o demerara

Panquecas americanas (aquelas mais fofinhas e doces) com mel e frutas picadas (ou fazer uma panqueca tradicional mesmo)

Leite fermentado

Lanche da manhã (se houver tempo)  Manga picada Uvas Carambola fatiada Pera
Almoço  Arroz à grega (cenoura picadinha, ervilha e milho)

Feijão carioca

Filé de peixe (tilápia ou salmão) ao forno com alecrim

Saladinha de alface americana com abacaxi ou manga

Arroz integral amarelinho (acrescentar açafrão na água do arroz)

Feijão carioca

Sobrecoxa assada com batatas e cebolas

Brócolis e couve-flor refogados

Arroz integral

Feijão branco

Peito de frango com molho de limão siciliano

Abobrinha cozida no vapor

Arroz branco

Fricassé de frango com milho verde

Quiabo refogado

Lanche da tarde  Bolo caseiro de fubá, laranja ou cenoura (misturar chia na massa)

Leite semi desnatado batido com iogurte natural (usar o mínimo possível de açúcar)

Abacate amassado misturado com 1 colher de iogurte natural desnatado. Misturar bem.

> Se quiser aumentar a aceitação, pode adoçar com melado de cana ou até mesmo o mel. Se for usar o açúcar, usar o mínimo possível

Goiaba

Pipoca (estourada na panela)

Milho na espiga

Arroz doce (receita tradicional feita com leite semi desnatado)

Jantar Panqueca verde com farinha integral e recheio de frango desfiado (usar uma folha de espinafre)

Couve-flor refogada com tomate picadinho

Salada de mini batatas (cozidas) com salsinha e maçã verde

Penne integral com molho de tomate e atum

Pizza caseira: feita com pão sírio, molho de tomate e recheios variados (atum, frango desfiado, brócolis)

Cobrir a pizza com um pouco de queijo mussarela e levar ao forno

Sopa de letrinhas, legumes e carne desfiada
Antes de dormir Leite semidesnatado batido com cacau

> Se quiser adoçar, usar um fio de melado de cana (mexer bem até dissolver) ou o mínimo possível de açúcar

Ver exemplos anteriores Ver exemplos anteriores Ver exemplos anteriores

Ingredientes para o molho de hortelã
5 folhas frescas de hortelã
1 dente de alho bem esmagadinho
Caldo de 1 limão galego ou Taiti pequeno
4 colheres de azeite de oliva
1/3 de xícara de água gelada e pitada de sal

Sugestões de receitas:
Hambúrguer de quinoa com legumes
 Bolo de banana com aveia (sem farinha)
Bolo integral de cenoura 
Bolo de laranja de liquidificador
 Bolo de fubá de liquidificador

Agradecemos à nutricionista Priscila Maximino pelo cardápio e orientações! Meninas, espero que este cardápio infantil seja útil e possa ser adaptado aí na sua casa, lembrando que o cardápio é indicado para qualquer família que deseja oferecer uma alimentação saudável e equilibrada para as crianças.

O que achou? Deixe seu comentário pra gente, vamos adorar saber a sua opinião.

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto: freeimage.com/Michal Bierzgalski (foto meramente ilustrativa)



clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

21 ideias sobre “Alimentação saudável: cardápio para crianças de 2 a 6 anos (ideal para colesterol alto)”

  1. Adorei o post. Informções assim são sempre ótimas para ajudar na alimentação das crianças. É fundamental cuidar desde cedo da alimentação e por aqui estamos sempre atentas.
    Obrigada por compartilhar.

    1. Que bom que gostou Ana Claudia. Precisamos estar sempre atentas a alimentação da nossa família. Beijos, da Mamãe Prática Fabi

  2. Bom dia.
    Ontem descobri que minha filha de 02 aninhos está com o colesterol alto, passei o dia pensando no que fazer e não dormi a noite.
    Adorei o cardápio vou seguir e daqui dois meses qdo ela voltar ao médico para nova avaliação conto o resultado.
    Obrigada, obrigada, obrigada…

    1. Olá Marcia,

      Que bom que ajudamos. Que essa mudança de alimentação possa ser útil não só para ela, mas para toda a família.

      Beijos, da Mamãe Prática Mari

Deixe uma resposta