Como tirar as fraldas

Como ajudar seu filho a deixar as fraldas

Olá meninas, fazer o desfralde pode ser fácil para algumas mamães e muito difícil para outras. Eu já falei sobre a hora certa do desfralde (aqui) e até trouxe dicas práticas (aqui). Mas desta vez temos o olhar da nossa colunista, a psicóloga infantil Ana Flávia Fernandes, sobre como podemos ajudar nossos pequenos durante o processo de tirar as fraldas. Com a palavra, a Ana Flávia:

Chegou a hora de tirar as fraldas. Geralmente o controle da urina acontece por volta dos 2 anos de idade, quando a criança já tem uma consciência de si, conseguindo identificar a sensação de bexiga cheia e demonstrar a vontade de fazer xixi.

Junto com esse processo físico acontece também o psíquico que é o desenvolvimento do prazer, que pode tanto concentrar-se no ato de reter seus sentimentos, pensamentos e atitudes, como expeli-los abruptamente. Como consequência desses processos pode surgir o prender ou soltar o xixi.

Nosso corpo é um grande comunicador dos nossos prazeres, desejos, medos e preocupações. Então, é comum que diante de uma mudança de rotina, troca de escola, gravidez da mãe (leia aqui como preparar o mais velho para a chegada do bebê) ou outros eventos disparadores emocionais da criança venham acompanhados de uma dificuldade em expressar aquilo que pensa, sente e faz. O xixi na roupa ou na cama pode ser uma forma dela comunicar isso tudo.

Até os 5 anos de idade é natural que a criança não tenha total controle de seus esfíncteres. Existem casos em que a criança se recusa a fazer xixi no vaso e quer fazer na fralda ou já aconteceu o desfralde e depois de um tempo o xixi escapa na roupa.

O primeiro ponto é investigarmos com o pediatra se existe algum tipo de disfunção física ou biológica que pode causar ou contribuir para que apareçam alguns sintomas da enurese (micção involuntária).

Descartada essa hipótese, é importante avaliar o que a criança está vivendo nesse momento de tirar as fraldas. Desafios, dificuldade em lidar com alguma situação ou não se sentir preparada para a próxima fase da vida em que a fralda será desnecessária também podem desencadear essas atitudes.

Cada situação vai exigir de nós esse cuidado de encarar com tranquilidade o que a criança está querendo nos contar com sua dificuldade em controlar a micção. Assim, evitamos prejuízos no desenvolvimento emocional, principalmente da autoestima da criança. Pois, ela começa a evitar situações sociais como dormir na casa do primo ou viajar com a escola para não passar por constrangimento, gerando um isolamento e tristeza.

Um bom caminho é conversar, entender a situação e explicar que ninguém vai deixar de gostar dela porque ainda não sabe o momento certo de ir até o banheiro fazer xixi. Quando percebermos a criança trançando as pernas, é importante questioná-la se quer ir ao banheiro, pois esta atitude a ajuda a perceber os sinais que o corpo emite quando o xixi quer sair.

Assim como em diversos outros aspectos, o aprendizado sobre si mesmo acontecerá aos poucos. Para aprender, a criança precisa da nossa ajuda para se sentir confiante e segura para avançar nesse aprendizado experimentando, fazendo e testando. Até que chega o dia em que a fralda e o xixi na calça serão lembrados como um processo necessário para se conhecer e respeitar seus limites.

psicóloga infantil Ana Flavia FernandesPsicóloga Infantil com especialização em Psicodrama, Ana Flávia Fernandes atende as crianças e suas famílias há muitos anos. “Para cuidar bem dos pequenos, também é preciso cuidar dos adultos a sua volta”, explica. Muito querida e atenciosa, ela também nos brinda com a sua sabedoria e experiência clínica no blog Terapia de Criança.

Meninas, como tirar as fraldas é um tema delicado para vocês? Quem aí está fazendo o processo com sucesso? Quem está tendo dificuldades para tirar as fraldas? Contem pra gente.

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto/abertura: CarlaCamp/ViviPeres Fotografia

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

5 ideias sobre “Como ajudar seu filho a deixar as fraldas”

  1. Olá meninas, tudo bem? Adorei a matéria sobre o desfralde, iniciei com minha filha quando ela estava com 1 ano e 7 meses, e estava indo muito bem, porém saímos de férias logo em seguida e como li uma matéria dizendo que uma alteração na rotina poderia alterar tudo, dei uma parada, saímos de férias e quando ela completou 1 ano e 9 meses voltei com o desfralde, daqui 1 semana ela completa 1 ano e 10 meses e está tudo muito tranquilo por aqui, não sei se pode mudar alguma coisa no decorrer dos dias, mas ela mesmo pede para ir ao banheiro, da minha parte eu acho melhor ir ao banheiro do que ficar trocando, e com estes dias de calor que tivemos por aqui foi a melhor coisa, as fraldas suam por demais. Nos 3 primeiros dias eu ia de 20 em 20 minutos ao banheiro com ela, agora já saio de casa tranquilamente, só tomo cuidados em relação aos lugares, caso eu veja que não terá um banheiro com facilidade coloco a fralda e converso com ela e explico que naquele momento ela pode fazer tudo na fraldinha, ela está usando somente no período noturno, e mesmo quando acorda pela manhã ela já pede para ir ao banheiro.

    1. oi Alessandra, obrigada por compartilhar o seu depoimento aqui com a gente e outras mamães! Geralmente, o desfralde acontece após os 2 ou 3 anos de idade, mas se está funcionando por aí e você percebe que a sua filha se adaptou bem, tudo bem, parabéns! Aqui em casa meu filho está com 2 anos e 9 meses e acho que ainda vai demorar um pouquinho para o desfralde acontecer. Beijos, Fabi

  2. Oi meninas aqui em casa estou tenho muita dificudades com meu filho lucas ele tem 3anos e quer fazer tudo com a fralda.foi bom ler a materia sobre o assunto.

Deixe uma resposta