segurança do bebê

Bebê seguro: dicas para a segurança do seu filho

Esse texto é especial para as mamães, papais, vovós e todas as famílias que têm um bebezinho em casa. Ao longo do primeiro ano, principalmente, o bebê vai aprender a engatinhar, andar, correr e vai querer mexer em quase tudo! Em meio a tantas descobertas, cabe a nós proporcionar um ambiente confortável e seguro aos nossos filhos.

Segundo a ONG Criança Segura, a principal característica do bebê é sua fragilidade e falta de capacidade para reagir aos perigos. “A sufocação e o engasgamento representam a principal causa de morte de bebês com menos de um ano de idade e as quedas o maior motivo de internação”, informa. Outros perigos estão relacionados a acidentes de trânsito, queimaduras, afogamentos e envenenamento.

Pensando nisso, neste quinto post da nossa Série Especial “Primeiro ano do bebê”, que tem o apoio da Burigotto e da Peg-Pérego, reunimos dicas e orientações importantes sobre os cuidados com a segurança do bebê.

Longe de engasgos, intoxicações e afogamentos

  • A partir da fase de introdução alimentar, corte os alimentos em pedaços bem pequenos na hora de dar comida ao bebê. Não ofereça alimentos redondos e duros, como uvas, pipoca, cenoura crua e nozes.
  • É normal que o bebê tente levar tudo à boca, pois está na fase oral de descobertas. Por isso, não deixe medicamentos, produtos de limpeza, cosméticos, perfumes, sacolas plásticas, assim como objetos pequenos (como botões, canetas, bexigas, bijuterias, moedas, bolas de gude e outros) ao alcance da criança.
  • No caso dos brinquedos, verifique sempre a faixa etária indicativa e se possui selo do INMETRO. Vale observar se existe alguma parte pequena que possa se soltar, pontas afiadas ou arestas. Supervisione sempre as brincadeiras.
  • Brinquedos e roupas com correntes, tiras e cordas com mais de 15 cm devem ser evitados para reduzir o risco de estrangulamento.
  • Não deixe seu bebê sozinho próximo a pias, vasos sanitários, banheiras, baldes e recipientes com água. Esvazie-os logo depois de usá-los. Guarde baldes e recipientes de cabeça para baixo. Ao mesmo tempo, mantenha as tampas dos vasos sanitários sempre fechadas e travadas.

Na hora de dormir

segurança do bebê

  • Escolha berços certificados pelo Inmetro e que sigam as normas de segurança da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Verifique se as grades de proteção estão fixas e se a distância entre elas não é maior do que 6 cm.
  • Recentemente, o Inmetro publicou uma nova regulamentação proibindo o uso de grades laterais móveis nos berços. O documento informa: “O berço deve ser equipado com barras ou algum outro tipo de barreira em todo o seu perímetro, não podendo possuir laterais ou extremidades móveis”.
  • Na hora de colocar o bebê para dormir, tire do berço todos os brinquedos, travesseiros, cobertores, protetores de berço e outros objetos.
  • Bebês devem dormir em colchão firme, de barriga para cima. À medida em que vão crescendo podem ser cobertos até a altura do peito com lençol ou manta presos embaixo do colchão, sendo que os bracinhos ficam de fora.

Cuidado com as quedas

  • Mantenha sempre uma mão segurando o bebê durante a troca de fraldas e nunca deixe o bebê sozinho em mesas, sofás, camas, trocadores ou outros móveis, mesmo que a criança ainda não tenha adquirido a capacidade de rolar.
  • Use portões de segurança nas escadas, instale grades e redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos. Os espaços das redes e grades devem ser de no máximo 6 cm.
  • Deixe camas, armários e outros móveis longe das janelas, pois eles facilitam que as crianças escalem e se debrucem sobre os mesmos.
  • Nunca coloque o bebê conforto em lugares altos, com superfícies lisas e escorregadias, como mesas e balcões.
  • Evite deixar pisos molhados, escorregadios e coloque antiderrapante nos tapetes.
  • Ao escolher a cadeira de alimentação, verifique se o equipamento é seguro e aprovado pelos órgãos regulatórios. A cadeira deve ter base alargada, trava e cinto. Sempre supervisione o bebê, mesmo que esteja sentado na cadeira com dispositivos de segurança.
Verifique se a cadeira de alimentação é aprovada pelos órgãos regulatórios


Evite choques elétricos e queimaduras

  • Periodicamente, verifique sempre o estado das instalações elétricas da sua casa, substituindo fiações antigas ou desencapadas.
  • Mantenha os fios elétricos isolados e recolhidos, longe do alcance dos bebês.
  • Sempre proteja as tomadas elétricas com tampas apropriadas, esparadrapo, fita isolante ou mesmo mantenha-as escondidas atrás de móveis.
  • Evite usar benjamins ou extensões. Muitos aparelhos ligados na mesma tomada podem causar sobrecarga e curto circuito na fiação.
  • Na cozinha, utilize as bocas de trás do fogão e sempre com os cabos das panelas virados para dentro, evitando que as crianças entornem os conteúdos sobre elas. O uso de protetores de fogão também ajuda a evitar que a criança tenha acesso às panelas.
  • Guarde fósforos, isqueiros, velas e outros produtos inflamáveis em locais altos e trancados, longe do alcance das crianças.

Segurança no carro

  • NUNCA deixe o bebê sozinho dentro do carro, mesmo que seja por poucos minutos ou com o vidro levemente aberto. Coloque algo que você vá precisar (como bolsa, alimentos, mochila) no chão do banco de trás, onde o bebê está sentado. Essa medida simples pode prevenir o esquecimento acidental da criança no carro caso ela esteja dormindo.
  • Sempre utilize equipamentos adequados para o transporte do bebê, como o bebê conforto e a cadeirinha, que variam conforme o peso da criança (verifique AQUI a classificação por grupos de massa). Periodicamente, vale verificar se o equipamento está corretamente instalado.
  • É importante saber que o bebê conforto é indicado para o bebê da fase recém-nascido até chegar ao peso de 13 Kg. A cadeirinha também pode ser utilizada a partir de 9 kg.
  • O bebê conforto deve ser instalado no banco do carro que possua cinto de segurança de 3 pontos, pois desta forma a criança estará protegida contra impactos das batidas.
  • Os carrinhos utilizados para a hora de passear com o bebê também devem ter proteção, utilizando o cinto de segurança de 5 pontos.

Leia também: Do bebê conforto à cadeirinha, saiba quando é hora de trocar o equipamento

A Série Especial “Primeiro ano do bebê” só é possível acontecer porque temos o apoio de uma empresa que acredita no nosso trabalho, por isso, te convidamos a conhecer um pouco mais sobre a Burigotto e a Peg-Pérego.

Sobre a Burigotto

Fundada na década de 50 pelo italiano Luigino Burigotto, a marca tornou-se referência na fabricação de carrinhos de bebê e, em 2001, uniu-se ao grupo italiano Peg-Pérego.

Atualmente as mamães encontram, além dos modernos carrinhos de passeio, uma grande variedade de itens, como cadeirinhas para automóveis, berços, banheiras, cadeiras para refeição e cadeiras para descanso, brinquedos, entre muitos outros produtos que visam o bem-estar e o conforto das crianças, aliando a tradição da qualidade e do design italiano. Acesse aqui o catálogo de produtos da empresa.

Site: www.burigotto.com.br

Facebook: www.facebook.com/burigotto

YouTube: www.youtube.com/user/burigottooficial

Confira também a Série Especial “Produtos Infantis” com mais dicas sobre o universo materno. Clique aqui.

Espero que essas dicas de segurança do bebê sejam úteis para você. Compartilhe com seus amigos e nos ajude a levar informação de qualidade para mais famílias.

Beijos, da Mamãe Prática Fabi


Fontes pesquisadas:
ONG Criança Segura, Pediatria para Famílias (site da Sociedade Brasileira de Pediatria, Burigotto e Peg-Pérego

Fotos: Freeimages.com/Szymon Szymon (abertura), Freeimages.com/ Stefano Minio (bebê dormindo), Burigotto (cadeira de alimentação)

6 ideias sobre “Bebê seguro: dicas para a segurança do seu filho”

Deixe uma resposta