lanche escolar

Lanche escolar mais nutritivo faz diferença na saúde infantil

O lanche escolar tem sido um dos temas mais procurados no nosso blog, por isso, convidei a nutricionista Thais Farhat, especializada em nutrição clínica e pediátrica, para abordarmos mais uma vez o tema.

Percebo muitas mães desanimadas em preparar, todos os dias, a lancheira escolar. Talvez isso aconteça porque falta tempo e criatividade para montar lanchinhos diferentes e variados, ao mesmo tempo, é comum as crianças torcerem o nariz para alimentos mais saudáveis.

Como consequência, é fácil cairmos na rotina e quando menos percebemos estamos enviando sempre as mesmas coisas na lancheira para os nossos filhos. Isso acontece na sua casa?

Quando falei para a nutricionista Thais Farhat que iria entrevistá-la sobre o tema me chamou a atenção uma coisa que ela disse: “O lanchinho ocupa mais ou menos 20% do valor energético total do dia e se pensarmos que isso não é nada, em torno de 10 anos, pode ocorrer um impacto grande na saúde da criança”.

Isso significa que o lanche escolar é muito importante para o equilíbrio nutricional diário dos nossos filhos. “Às vezes as pessoas pensam que é um lanchinho e pode mandar qualquer coisa para a escola, mas ele corresponde a uma grande porcentagem do valor nutricional e calórico das crianças”, destaca Thais.

Ela explica que a lancheira é parte da rotina da criança e corresponde a uma pequena refeição do dia, mas nem sempre damos atenção a isso. “O lanche escolar adequado e nutritivo ajuda a completar uma rotina saudável, contribuindo para um melhor rendimento escolar, melhor aprendizado e concentração”, diz.

Cuidado com os industrializados

Para a nutricionista, ao colocarmos produtos industrializados na lancheira, como salgadinhos, bolachas recheadas, chocolates, alimentos ricos em sódio, e outros, existe uma série de problemas que estão sendo causados. “Nesse caso estamos minando saúde dos nossos filhos, reduzindo sua capacidade de aprendizado e viciando o paladar para alimentos nada nutritivos”, alerta Thais.

Vale lembrar que os produtos industrializados possuem componentes desnecessários à saúde e, para conferir um sabor mais agradável ou textura melhor, são acrescidos de açúcar, gorduras e até adoçantes em excesso, o que é prejudicial à saúde.

Ao contrário dos produtos industrializados, os alimentos que vêm da natureza não possuem em sua composição açúcar e gordura, juntos. “Realmente não existe nenhum alimento na natureza que seja gorduroso e doce ao mesmo tempo. Ou o alimento é gorduroso, ou ele é doce. Coco fresco é gorduroso, não doce; abacate é gorduroso, não doce; batata doce é doce, não gordurosa”, exemplifica a nutricionista.

5 dicas para lembrar na hora de montar a lancheira escolar do seu filho

  1. Pense sempre em comida de verdade! Evite alimentos que vêm dentro de pacotes.
  2. Inclua no lanche 1 fruta (ou a opção de suco, preferencialmente natural), 1 fonte de carboidrato e 1 proteína.
  3. Combine com seus filhos o que levarão de lanche e coloque opções saudáveis para que eles escolham. Quando a criança participa das escolhas dentro da sua rotina, fica mais fácil aliar sabor e saúde.
  4. A palavra-chave é planejamento! O lanche escolar é parte importante da nutrição diária de uma criança, por isso, precisamos ter tempo para cuidar disso.
  5. Repense o que está enviando na lancheira do seu filho. Procure ajuda de um nutricionista especializado, ganhe tempo e saúde para toda a família.

Três combinações de lanchinhos para te inspirar

Lanchinho 1

1 maçã + 2 fatias de pão de forma integral + creme de tofu ou ricota com ervas + 3 tomatinhos cereja + chá de erva doce

Lanchinho 2


Pão integral com pasta de grão de bico (homus) + 1 ameixa  + cenoura baby + água para beber

Lanchinho 3


Milho cozido + bolinho doce caseiro de cacau + 3 ovinhos de codorna + suco de maracujá com hortelã

*Caso o lanche tenha uma fruta, do ponto de vista nutricional, não é obrigatório colocar também na lancheira um suco, pode ser somente água.

** Você encontra AQUI todos os utensílios usados para montar esses lanchinhos.

Espero que essas informações e dicas te ajudem a criar lancheiras e lanchinhos bem gostosos e nutritivos para os seus pequenos.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com seus amigos e nos ajude a levar informações de qualidade para mais famílias.

Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Fonte: Nutricionista Thais Farhat – Fonte (11) 2359-221 e Instagram @nutrithais
Fotos: Mamãe Prática

Conheça nossos projetos de ligados à alimentação infantil:

Loja Mamãe Prática de utensílios divertidos para a alimentação infantil
Criando AMORas – conexão pais e filhos por meio da alimentação

Cadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.