Arquivo da tag: limites

Eletrônicos e crianças: como colocar limites que funcionem

Vou confessar para vocês que atualmente os eletrônicos (tabletes, celulares) estão sendo motivo de bastante estresse aqui em casa. Meu filho Serginho está com quase 5 anos e, se deixar, passa o dia inteirinho assistindo a vídeos no YouTube (principalmente aqueles sobre jogos como Minecraft ou Roblox) ou jogando. A fissura é tanta que até para ir ao banheiro quer levar o aparelho.

Continue lendo Eletrônicos e crianças: como colocar limites que funcionem

Birras e conflitos: como lidar com nossos filhos sem enlouquecer

Olá queridas! Esse post é para avisar vocês que fizemos um bate-papo online, em vídeo, com a psicóloga infantil Ana Flávia Fernandes, querida colunista aqui do blog e autora do Terapia de Criança, sobre como podemos lidar melhor com as situações de birras, chiliques e conflitos dos nossos filhos.

Confesso que sugeri esse tema para a entrevista porque agora que o Serginho está com dois anos parece que as manhas e as birras estão aumentando e tem horas que fico doida sem saber exatamente como agir (risos).

Continue lendo Birras e conflitos: como lidar com nossos filhos sem enlouquecer

5 formas de dizer eu te amo para seu filho

Olá meninas! Eu sou mamãe babona mesmo! Adoro beijar e abraçar minha pequena e registro tudo que a Manuela faz, desde bebezinha. Mas todo dia eu também tenho que dar bronca, colocar limites e mostrar pra ela o certo e o errado e que na vida também existem muitas frustrações. É a difícil, mas linda, tarefa de ser mãe … Pra mim, tudo isso também é dizer eu te amo. Essa é a minha lista, e qual é a sua?

5 formas de dizer eu te amo para seu filho

1. Colocar limites
Você pode parecer brava ou chata às vezes, mas ao colocar limites no seu filho você irá mostrar a ele que nem sempre é possível conseguir tudo o que queremos. Ao dizer “não”, mas com amor, autoridade e não autoritarismo, você o estará ajudando a lidar com as frustrações da vida. Mesmo ainda bebê, você precisa ensiná-lo sobre os limites, como ao mostrar, por exemplo, que é perigoso colocar o dedo na tomada.
Continue lendo 5 formas de dizer eu te amo para seu filho

A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade

Se você está lendo esse post é bem provável que esteja passando pela mesma situação que eu. Tem um filho com quase dois anos de idade ligado no 220W que parece rebelde sem causa, não quer colocar o sapato ou a roupa, não deixa colocar a fralda, não quer sentar na cadeirinha do carro, não come como antes e agora escolhe o que quer comer, se joga no chão quando é contrariado, mexe em absolutamente TUDO na sua casa, come a comida do cachorro ou do gato, sobe na mesa ou no encosto do sofá (e se joga de lá!), enfim, a lista de exemplos é infinita (risos). São situações estressantes que fazem a gente se questionar se estamos fazendo algo errado, se deveríamos agir diferente e até se somos boas mães (e pais).

Talvez você também já esteja ouvindo frases como “tem que por limite”, “no meu tempo já tinha levado umas palmadas”, “precisa disciplinar, dar educação”, “ele está ficando mimado”. Sem dúvida, são comentários que deixam a gente ainda mais angustiada!

Continue lendo A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade

Tarefas domésticas: chame as crianças para ajudar

A maternidade é um desafio, não é mesmo meninas? E quando a gente precisa dar atenção aos pequenos, mas tem que fazer almoço, lavar roupa ou varrer a casa? Pois é, temos que nos “virar nos 30”. Por isso, quando estou correndo contra o tempo (quase todo dia kkk), dou um jeito de entreter minha pequena de 2 anos, chamando-a para me ajudar em algumas tarefas domésticas, como lavar o arroz, tirar a roupa da secadora ou buscar um tempero na hortinha para colocar no feijão.

Eu sempre fiz isso pensando em entretê-la e nunca tinha me dado conta do quanto minha atitude também contribui para seu desenvolvimento. Sempre acompanho as dicas da terapeuta ocupacional Raquel Jaskulski, da FanPage Mamãe Cria e Brinca, e me surpreendi com seu post que fala exatamente sobre isso! Raquel explica que, ao darmos tarefas domésticas aos nossos filhos, estamos passando a eles senso de responsabilidade e ainda contribuindo para o desenvolvendo do cérebro deles. Então, veja só as dicas da Raquel para colocarmos em prática:
Continue lendo Tarefas domésticas: chame as crianças para ajudar