Arquivo da tag: birras

Como educar: ensinando seu filho a lidar melhor com o “NÃO”

Olá meninas, sabe quando seu filho te tira do sério? Geralmente as discussões começam quando as crianças se sentem frustradas e aí elas começam a falar “chorando” ou com uma voz mais infantilizada. Então, como educar diante dessas situações?

Continue lendo Como educar: ensinando seu filho a lidar melhor com o “NÃO”

Crise dos 2 anos: como lidar com a adolescência do bebê

Olá meninas, já contamos sobre “a terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade”, período também conhecido como a crise dos 2 anos ou adolescência do bebê. Eu me lembro bem que com 2 anos a minha filha não queria de jeito nenhum dar a mão pra gente quando andávamos com ela na rua ou caminhávamos no shopping. Nós, mamães, ficamos bravas quando nossos bebês são tão teimosos, não é mesmo?

Continue lendo Crise dos 2 anos: como lidar com a adolescência do bebê

A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade (+ lidos 2015)

Com certeza essa é uma fase de deixar todo mundo de cabelo em pé! Exige muita paciência e firmeza de nós, papais e mamães. Continuo esperando passar (risos). Esse post ficou em 8º lugar no nosso ranking dos 10 Posts Mais Lidos de 2015. Olha só:

Continue lendo A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade (+ lidos 2015)

Birras e conflitos: como lidar com nossos filhos sem enlouquecer

Olá queridas! Esse post é para avisar vocês que fizemos um bate-papo online, em vídeo, com a psicóloga infantil Ana Flávia Fernandes, querida colunista aqui do blog e autora do Terapia de Criança, sobre como podemos lidar melhor com as situações de birras, chiliques e conflitos dos nossos filhos.

Confesso que sugeri esse tema para a entrevista porque agora que o Serginho está com dois anos parece que as manhas e as birras estão aumentando e tem horas que fico doida sem saber exatamente como agir (risos).

Continue lendo Birras e conflitos: como lidar com nossos filhos sem enlouquecer

4 passos para seu filho ser mais colaborativo (e diminuir as birras)

Olá meninas! Agora que meu pequeno está deixando de ser um bebê e entrando na fase “criança” começo a entender por que tanta gente diz que educar é um dos maiores desafios da maternidade. Já falei aqui no blog sobre a “A terrível (e incrível) fase dos dois anos de idade” e de como precisamos ter muiiita paciência e respirar fundo para saber lidar com os momentos de conflito e estresse que fazem parte do nosso dia a dia com os pequenos.

Praticamente toda criança, de diferentes idades e de forma mais ou menos intensa, tem suas fases de birras, chiliques e choros porque não quer fazer algo que pedimos, não aceita quando dizemos que não pode ter ou fazer algo, sente ciúmes e muitas outras situações (se isso nunca aconteceu na sua casa me conta o segredo, por favor!). Continue lendo 4 passos para seu filho ser mais colaborativo (e diminuir as birras)

Frustrações maternas: alguns “perrengues” que as mães passam (Encontro de Mentes Maternas)

Ser mãe é maravilhoso, sim! Mas nem sempre é o paraíso. Como tudo na vida, a maternidade tem os seus dois lados, e aquele que a gente não gosta muito de ver é o lado das broncas, das birras e das frustrações. Sim, a maternidade tem as suas frustrações.

Fomos convidadas pelas meninas blogueiras do “Encontro de Mentes Maternas” para fazermos parte dessa interessante blogagem coletiva. Funciona assim: definimos um tema e publicamos todas as blogueiras, no mesmo dia, um texto com a nossa visão sobre o assunto. Justamente quando estávamos escolhendo o assunto dessa semana, eu vivia a frustração de poder perder aquela que seria a primeira apresentação de Dia das Mães da Manuela na escolinha. E aí sugeri esse tema (frustrações maternas).
Continue lendo Frustrações maternas: alguns “perrengues” que as mães passam (Encontro de Mentes Maternas)

A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade

Se você está lendo esse post é bem provável que esteja passando pela mesma situação que eu. Tem um filho com quase dois anos de idade ligado no 220W que parece rebelde sem causa, não quer colocar o sapato ou a roupa, não deixa colocar a fralda, não quer sentar na cadeirinha do carro, não come como antes e agora escolhe o que quer comer, se joga no chão quando é contrariado, mexe em absolutamente TUDO na sua casa, come a comida do cachorro ou do gato, sobe na mesa ou no encosto do sofá (e se joga de lá!), enfim, a lista de exemplos é infinita (risos). São situações estressantes que fazem a gente se questionar se estamos fazendo algo errado, se deveríamos agir diferente e até se somos boas mães (e pais).

Talvez você também já esteja ouvindo frases como “tem que por limite”, “no meu tempo já tinha levado umas palmadas”, “precisa disciplinar, dar educação”, “ele está ficando mimado”. Sem dúvida, são comentários que deixam a gente ainda mais angustiada!

Continue lendo A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade