Benefícios dos leites infantis

Olá mamães, dando continuidade ao post sobre “Como escolher o melhor leite para os nossos filhos”, aqui está a segunda parte da entrevista que fiz com o querido pediatra Jairo Len.

Ele fala sobre a quantidade de leite que devemos oferecer para as crianças e quais são os componentes mais importantes como os prebióticos e o DHA (afinal o que são??).

O Dr. Jairo respondeu tanta coisa bacana que decidi dividir a entrevista em dois posts para manter as respostas na íntegra e, assim, dividir com vocês o máximo de informações sobre o tema. Veja só:

Qual a quantidade diária ideal de leite que uma criança entre 1 e 3 anos precisa tomar? E entre 3 e 5 anos?
Dr. Jairo: As quantidades são estimadas em relação aos minerais e proteína que o leite contém. Pensando no cálcio, onde o leite é a melhor forma de aquisição, crianças entre 1 e 3 anos devem tomar 400 ml ou mais ao dia, e esta quantidade é parecida (450 – 500 ml ao dia) para crianças entre 3 e 5 anos.

Se a criança não aceita muito o leite, pode ser misturado com algo? Algum tipo de achocolatado, fruta?
Dr. Jairo: Pode. Porém, deve-se atentar ao conteúdo de açúcares e calorias nestes alimentos.

Quais são os benefícios desses leites para a criança?
Dr. Jairo: O maior benefício, a meu ver, é poder oferecer tantos nutrientes de uma forma tão fácil. Desta forma, podemos diminuir um enorme problema nutricional nas crianças, a “fome oculta”.

Quais são os componentes mais importantes?
Dr. Jairo:
O cálcio, proteínas, ferro, vitaminas A, D, E, K e complexo B, outros minerais (cobre, iodo, zinco, magnésio), ácidos graxos essenciais, prebióticos ( Fibras ) e probióticos ( bactérias boas adicionada aos alimentos).

O que são prebióticos e qual a importância para a saúde e desenvolvimento das crianças?
Dr. Jairo:
A definição científica de prebiótico é: “ingredientes nutricionais não digeríveis que afetam beneficamente o hospedeiro estimulando seletivamente o crescimento e atividade de uma ou mais bactérias benéficas do cólon, melhorando a saúde do seu hospedeiro.” São fibras não solúveis que chegam intactas ao cólon, trazendo inúmeros benefícios:

  • Ajudam na manutenção da flora intestinal.
  • Estimulam a motilidade intestinal (trânsito intestinal).
  • Contribuem com a consistência normal das fezes, prevenindo assim a diarreia e a constipação intestinal por alterarem a microflora colônica propiciando uma microflora saudável.
  • Colaboram para que somente sejam absorvidas pelo intestino as substâncias necessárias, eliminando assim o excesso de glicose (açúcar) e colesterol, favorecendo, então a diminuição do colesterol e triglicérides totais no sangue.
  • Possui efeito bifidogênico, isto é, estimulam o crescimento das bifidobactérias.
  • No entanto, deve-se atentar que o excesso de prebióticos também não é recomendado, pois o excesso de evacuações pode levar a assaduras (considerando que as fezes de bebês que usam fórmulas são mais ácidas do que de bebês em aleitamento materno). Por isso, converse com o seu pediatra sobre a escolha de fórmulas com quantidade de prebióticos adequada e segura.

O que é DHA e qual a sua importância para a saúde e desenvolvimento das crianças?
Dr. Jairo:
O DHA (ácido docosahexaenóico) é uma das “gorduras boas” fundamentais para nosso organismo. É, cientificamente, um ácido graxo poliinsaturado de cadeia longa (LC-PUFA), substância presente no leite materno, mas que após o período de aleitamento ou na ausência de aleitamento, não é habitualmente ingerido por lactentes e crianças. Na natureza, é encontrado na forma de ômega-3 e ômega-6, ácidos graxos presentes em peixes, moluscos, algas e crustáceos. Em menores quantidades encontramos em sementes oleaginosas e gema de ovo. O ácido docosahexaenóico (DHA) é fundamental para o desenvolvimento cerebral e visual do recém-nascido.

Para finalizar, lembro aqui mais uma vez a importância do aleitamento materno, de forma exclusiva, até os seis meses e, se possível, até os dois anos de idade. E na hora em que o desmame acontecer é bom estarmos informadas sobre quais tipos de leite existem, não é?

Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Foto: Gary Scott/ freeimages

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta