Grávidas: como escolher e usar os repelentes

Olá meninas, devido à orientação do Ministério da Saúde para que as gestantes se protejam do mosquito transmissor da Dengue e Zika vírus, o Aedes aegypti, procuramos a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) para esclarecer às nossas leitoras qual repelente pode ser usado pelas gestantes.

Vejam as orientações fornecidas pela médica dermatologista Thaís Ferraz, especialista indicada pela FEBRASGO:

Qual repelente escolher?
Os repelentes para as gestantes são os mesmos recomendados para os adultos. Atualmente, os três principais repelentes disponíveis no Brasil são: Icaridina, DEET e IR3535.

A Icaridina na concentração de 20% a 25% (Exposis) é o repelente de maior duração na pele, conferindo aproximadamente 10 horas de proteção contra os insetos.

O DEET é o repelente mais comum e mais fácil de ser encontrado nas farmácias e supermercados (OFF, Autan e Repelex, entre outros). É um repelente muito eficiente, mas sua duração depende da concentração de DEET no produto. No Brasil a ANVISA só autoriza a venda de repelentes com concentração de DEET de até 15%, o que confere proteção máxima por 6 horas (produtos com concentrações de 25% a 50% estão disponíveis em outros países e são mais eficazes). As gestantes devem escolher os repelentes com DEET na versão para adultos (15%) com 6 horas de duração e não a versão infantil, que tem apenas 6% a 9% do ativo e duração mais curta (2 horas).


O IR3535, conhecido como Loção Antimosquito Johnson’s, é indicado para crianças de 6 meses a 2 anos. Tem duração muito curta, necessitando de reaplicações a cada 2 horas, o que pode deixar a gestante desprotegida em períodos de longa exposição.
Os repelentes naturais como citronela e andiroba têm rápida evaporação e, portanto, um tempo de proteção muito curto, de 10 a 20 minutos. Assim, não são considerados repelentes seguros para gestantes.

Concluímos então que a Icaridina seria a primeira escolha para a gestante pelo longo tempo de duração da proteção, sendo necessária apenas uma aplicação ao dia. O DEET e IR3535 também podem ser usados, mas por apresentarem menor duração da proteção, precisam ser reaplicados ao longo do dia.

Vale lembrar que o mosquito da Dengue/Zika tem hábitos diurnos, então o uso do repelente deve priorizar este período.

Como aplicar o repelente
1. O efeito dos repelentes se dá pelo “efeito de nuvem”, ou seja, após a aplicação o repelente evapora e forma uma “nuvem” de aproximadamente 4 cm em volta da pele que repele o inseto. Assim, não é recomendado usar o repelente por baixo das roupas, mas por cima dos tecidos e apenas na pele exposta (braços, colo, pernas, pés).
2. Pelo mesmo motivo, o repelente é o último produto a ser aplicado na pele. Primeiro usa-se hidratantes, filtros solares, maquiagem e, depois, o repelente sempre por cima de tudo.
3. Evite aplicar perto de olhos, nariz e boca, pois todos os repelentes podem irritar as mucosas.
4. Respeite o intervalo para reaplicar o produto: Icaridina (10 horas na pele e a cada 72 horas nos tecidos), DEET adultos 15% (reaplicação a cada 6 horas) e IR3535 (reaplicação a cada 2 horas).

Obs: essas recomendações são baseadas nos produtos atualmente disponíveis e permitidos pela ANVISA no Brasil.

Outro médico consultado pelo blog Mamãe Prática, o dermatologista do Hospital Santa Catarina, de São Paulo (SP), Leonardo Abrucio Neto, concorda que o repelente mais indicado às gestantes é aquele que possui Icaridina. “Essa substância, que possui longa duração, não é tóxica e não irrita a pele, repele todos os insetos transmissores de doença, inclusive o Aedes Aegypti. O nome comercial do produto é Exposi”, acrescenta.

Meninas, esperamos que estas orientações possam ser seguidas por vocês e suas amigas grávidas. Lembrem-se, ainda, de adotar outras medidas para se proteger do mosquito, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida, entre outras orientações que já contamos aqui e aqui.

Beijos, da Mamãe Prática.

Foto: Sueli Zischler Photography

Clube Mamãe PráticaCadastre-se no Clube Mamãe Prática para acompanhar nossos posts e novidades!

34 comentários em “Grávidas: como escolher e usar os repelentes”

    1. Olá Pollyanne,

      Para respondermos a sua dúvida, contatamos a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Segundo a instituição:

      “As gestantes DEVEM usar repelente de inseto. Para prevenir a doença, além das medidas de controle dos focos criadores (água parada), a gestante deve se proteger contra a picada do inseto com o uso de roupas compridas, telas nas janelas e repelentes químicos.

      É um grave erro achar que a mulher grávida deve usar produtos para bebês pensando: “se não faz mal para o bebê, não deve fazer mal para a gestante”. Considerando a necessidade de se proteger contra uma doença potencialmente grave, a proteção tem que ser o mais eficiente possível. Assim, os repelentes recomendados para as gestantes são os mesmos recomendados para os adultos. São 3 os principais repelentes disponíveis no Brasil: Icaridina, DEET e IR3535.

      A Icaridina na concentração de 20 a 25% (Exposis) é o repelente de maior duração na pele, conferindo aproximadamente 10 horas de proteção contra os insetos.

      O DEET é o repelente mais comum e mais fácil de ser encontrado nas farmácias e supermercados (OFF, Autan, Repelex, entre outros). É um repelente muito eficiente, mas sua duração depende da concentração de DEET no produto. Infelizmente no Brasil a ANVISA só autoriza a venda de repelentes com concentração de DEET de até 15%, o que confere proteção máxima por 6 horas (produtos com concentrações de 25-50% estão disponíveis em outros países e são mais eficazes). Gestantes devem escolher os repelentes com DEET na versão para adultos (15%) com 6 horas de duração e não a versão infantil, que tem apenas 6 a 9% do ativo e duração mais curta (2 horas).

      O IR3535, conhecido como Loção Antimosquito Johnson’s, é indicado para crianças de 6 meses a 2 anos. Tem duração muito curta, necessitando de reaplicações a cada 2 horas, o que pode deixar a gestante desprotegida em períodos de longa exposição.
      Os repelentes naturais como citronela e andiroba tem rápida evaporação e portanto um tempo de proteção muito curto, de 10 a 20 minutos. Assim, não são considerados repelentes seguros para gestantes.

      Concluímos então que a Icaridina seria a primeira escolha para a gestante pelo longo tempo de duração da proteção, sendo necessária apenas uma aplicação ao dia. O DEET e IR3535 também podem ser usados, mas por apresentarem menor duração da proteção, precisam ser reaplicados ao longo do dia.

      Vale lembrar que o mosquito da Dengue/Zika tem hábitos diurnos, então o uso do repelente deve priorizar este período.”

      Beijos da Mamãe Prática Mari

    1. Olá Paula,

      Para tirarmos esta dúvida, contatamos a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Segundo a instituição, as gestantes devem usar sempre os repelentes. Segue a resposta: “As gestantes DEVEM usar repelente de inseto. Para prevenir a doença, além das medidas de controle dos focos criadores (água parada), a gestante deve se proteger contra a picada do inseto com o uso de roupas compridas, telas nas janelas e repelentes químicos.”

      Beijos, da Mamãe Prática Mari

    1. oi querida, precisa entender porque seu ginecologista passou essa orientação para você (talvez algum motivo específico?), pois a recomendação geral é que as grávidas usem repelente para evitar a picada do mosquito Aedes aegypti…

    1. Olá Simone, enviamos a sua dúvida para a Osler, fabricante dos repelentes Exposis, que respondeu o seguinte: “Se a gestante for autorizada pelo médico a usar repelentes, ela pode usar qualquer um da linha Exposis”, acrescentando também que “Todos os repelentes da linha Exposis são indicados para crianças a partir de 2 anos de idade”. Espero ter ajudado, beijos, Fabi

  1. Eu conheço o repelente da linha SUNLAU o ativo é a ICARIDINA, gente é ótimo, eu sou alergica a borrachudos, e ele cumpre o papel 100%, imagina que o tempo de eficacia dele é de até 10 horas ? Além de não ser oleoso, não ter perfume (muitos não sabem mas perfume atrai insetos) e a chance de causar alergia é mínima pois é muito mais seguro que o DEET. Gente, vale a pena viu, inclusive pra grávidas, o nome é SUNLAU.

  2. Olá meu nome é silvanira gostaria que tirasse minha dúvida.minha nóra está grávida e foi na farmácia e comprou um repelente .OFF!FAMILY ela pode usar ela ainda não foi pro médico por que tem dois dias que descobriu que tá grávida vai marcar próxima semana prá ir ao médico

    1. oi Silvanira! Segundo a especialista que consultamos, o OFF está entre os repelentes que podem ser usados pelas grávidas sim. De qualquer forma, vale conversar com o médico da sua nora para esclarecer qualquer dúvida. Beijos e parabéns pelo netinho ou netinha que está por vir! Beijos, Fabi

  3. Ola!estou gravida de 8semana mais meu primeiro pré natal só será daqui uns vinte dias…então já estou usando repelente,comprei o Repelex family ele pode ser usado por grávidas?

    1. Olá Dajila Amanda, esse repelente está entre as opções recomendadas pelo Ministério da Saúde/ ANVISA, pois possui a substância DEET. Parabéns pela gravidez! Beijos, da Mamãe Prática Fabi

  4. Olá! Estou gravida de oito semanas e estou usando o repelex ele pode ser usado por grávidas? Meu primeiro pré natal só vai ser daqui a vinte dias por isso tenho duvidas.

    1. Olá Dajila, esse repelente está entre as opções recomendadas pelo Ministério da Saúde/ ANVISA, pois possui a substância DEET. Parabéns pela gravidez! Beijos, da Mamãe Prática Fabi

    1. Oi Poliana, sim, pois esse repelente contém a icaradina, substância aprovada pela Anvisa. De qualquer forma, vale conversar com o seu médico para esclarecer qualquer dúvida. Beijos, da Mamãe Prática Fabi

      1. Estou grávida de 16 semanas comprei o repelente repelex com citronela é recomendado para gestantes. Fico no aguardo da resposta. Obrigado

        1. Olá Ana Mercia
          O repelente Repelex que tem como base o ativo DEET é aprovado pela Anvisa e pode ser usado por gestantes. A citronela é um repelente natural que ajuda a espantar pernilongos, por exemplo, mas a ação é mais restrita. Beijos, da Mamãe Prática Fabi

  5. Boa noite, estou grávida e gostaria de saber se os repelentes manipulados em farmácias (estabelecimentos de confiança) têm a mesma eficiência dos repelentes industrializados.

    1. oi Juliana, boa pergunta! Estamos entrando em contato com uma especialista para nos ajudar a esclarecer a sua dúvida. Beijos, da Mamãe Prática Fabi

  6. Boa noite estou de 33 semanas e gostaria de saber se posso usar o repelente OFF Longa duração, pois ele tem mais porcentagem de DEET, e a duração dele é de até 8 h. Fico aguardando a resposta. Obrigada.

    1. Olá Maria Carolina,

      De acordo com a nossa entrevistada, as gestantes devem escolher os repelentes com DEET na versão para adultos (15%) com 6 horas de duração e não a versão infantil, que tem apenas 6% a 9% do ativo e duração mais curta (2 horas). Dessa forma, sendo este modelo que você citou para até 8 horas de duração, o mesmo parece se encaixar nestas características indicadas pela médica.

      Uma ótima gravidez pra você.

      Beijos, da Mamãe Prática Mari

  7. Estou grávida de 8 semanas, estou usando o repelente Exposis infantil com duração de 10h. É a mesma coisa do adulto? Meu médico também recomendou o manipulado, faz o mesmo efeito?

    1. Oi Bárbara, parabéns pela gravidez! Todos repelentes da marca que você citou protegem contra o mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, zika, chikungunya e febre amarela, o que varia de um produto para o outro é a concentração de icaridina (substância ativa). No caso do repelente manipulado é difícil dizer porque existem diferentes formulações e concentrações, mas se o seu médico indicou deve ter algum benefício. Beijos, da Mamãe Prática Fabi

    1. Olá, repelentes com a substância IR3535 são aprovados no Brasil e seguros para gestantes e inclusive crianças. Não entendi qual a marca que você está usando, mas é bom verificar se tem a aprovação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.