Será que meu filho está demorando para falar?

Sejam pais de “primeira viagem” ou não, é comum as mães e os pais ficarem muito ansiosos em relação às conquistas de seus pimpolhos: sorrir, sentar, ficar sentado sem cair, engatinhar e, finalmente, andar! Mas outra coisa pode tirar o sono de muitos pais: o desenvolvimento da linguagem oral da criança. Afinal, é comum ouvirmos de amigas e parentes: “Por que meu bebê ainda não fala? Será que tem alguma coisa errada com meu filho?”. Calma, mamãe, a oralidade também vem a seu tempo e cada criança é única, não adianta ficar comparando seu filho com o do vizinho.

Para ficar melhor informado sobre esse assunto, leia a entrevista com Debora Befi Lopes, doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo (USP) e coordenadora do Departamento de Linguagem da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Segundo ela, as primeiras palavras surgem por volta de 1 ano de idade, mas somente depois de 18 meses é que os pais devem dar atenção à demora em falar. Com a palavra, a doutora Debora:

Em geral, com quantos meses o bebê fala a sua primeira palavra?
Antes de falar palavras com significado, bebês se comunicam por jargão e balbucio; esse processo se inicia muito precocemente, por volta de 5/6 meses. Já as palavras propriamente ditas, com significado, surgem ao redor de 12 meses. Um bebê com 1 ano de idade chega a falar mais que 10 palavras com significado, isso não quer dizer que elas sejam pronunciadas corretamente, mas que se referem a objetos ou pessoas específicos.

“Um bebê com 1 ano de idade chega a falar mais que 10 palavras com significado”

A primeira palavra geralmente é “mamãe” ou “papai”?
As primeiras palavras produzidas são sempre as que se referem a pessoas/objetos que são importantes para a criança e de produção fácil. “Mamãe” e “papai” unem as duas coisas, importância para a criança e facilidade de produção, mas não necessariamente são as primeiras produções; pode ser que “mama” para a mamadeira surja antes.

Mas quando a demora em falar deve ser, realmente, uma preocupação dos pais?
Quando se fala em desenvolvimento de linguagem não se pode pensar em datas exatas, mas em períodos. Como eu disse, as primeiras palavras surgem ao redor de 12 meses e esperar até 18 meses é possível. Depois desse período já se deve ter atenção.

Como saber se é preciso buscar orientação de um fonoaudiólogo? Quais pontos devem ser observados pelos pais?
Vários aspectos são importantes: a quantidade de estimulação que a criança recebe, se escuta bem, se é atenta. Quando a comunicação oral não ocorre é sempre importante verificar se há algum fator desencadeando a dificuldade.

Quando a criança começa a usar duas palavras para definir seu discurso?
Novamente falamos em períodos: a junção de palavras para formar frase (no caso união de duas palavras) ocorre ao redor de 24 meses – por exemplo, “qué papá” para pedir comida. Obviamente, se a criança começou a falar um pouco mais tarde, esse processo pode ocorrer alguns meses depois.

Muitos pais ficam ansiosos demais para o filho formar logo frases mais completas?
A comunicação oral é um processo natural do desenvolvimento, desde que a criança esteja em um ambiente estimulador e sem problemas de saúde que justifiquem a não aquisição da oralidade. Nada sob pressão favorece o desenvolvimento. O importante é conversar com a criança, situá-la no ambiente a partir da comunicação oral, dizer o nome das pessoas e dos objetos, enfim integrar a criança ao ambiente a partir da fala. Com condições socioambientais e biológicas favoráveis, certamente o desenvolvimento da linguagem será um processo natural.

“O importante é conversar com a criança, situá-la no ambiente a partir da comunicação oral”

Gostaria de acrescentar mais alguma informação?
O mais importante é destacar que a oralidade é definida em períodos e não em datas fixas: primeiras palavras ao redor de 12 meses, junção de duas palavras ao redor de 24 meses e surgimento efetivo da gramática da língua à qual a criança é exposta ao redor de 36 meses. Pequenas variações são esperadas, o problema reside no atraso significativo e na espera prolongada. Se uma criança não anda com 24 meses está muito atrasada e os pais certamente buscarão uma explicação para isso. Com a linguagem é a mesma coisa: se a criança não fala aos 24 meses e não há causa confirmada, deve-se buscar ajuda para verificar se há fatores desencadeantes que justifiquem esse atraso. Quanto mais precocemente se detectar qualquer problema, menor será a consequência para o desenvolvimento pleno dessa criança.

Beijos da Mamãe Prática Mari

logo_clube (1)Cadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

2 comentários em “Será que meu filho está demorando para falar?”

  1. Socorro!!!!
    Minha filha está com dois anos e seis meses e só fala papai,mamãe,caiu,aba,auau, não, e conta de um a dez…
    Mas só fala quando que ela não repete se tentamos insentiva-la ela não fala…
    E as vezes parece q esquece o q já sabia…
    O q faço…
    Estou aguardando,para fazer estimulação precoce,e ir p pisiquitria infantil..
    Mas já tem dois meses e não me chamam p ser atendida…
    O q posso fazer?
    Me ajudem por favor

    1. Olá Francisca. Olha, se seu instinto acha que realmente tem alguma coisa errada vale procurar um especialista para fazer uma avaliação. No caso, eu sugiro uma fonoaudióloga. Ao mesmo tempo, cada criança tem o seu tempo e algumas demoram mais para falar mesmo. Meu filho, por exemplo, só deslanchou mesmo a fala depois de completar 3 anos e ainda hoje (3 anos e 8 meses) fala bem enrolado.
      Deixo a dica desses posts para você consultar:

      Quando o bebê começa a falar: 9 erros mais comuns dos pais
      https://mamaepratica.com.br/2015/12/14/quando-o-bebe-comeca-a-falar-9-erros-mais-comuns-dos-pais/

      Porque meu filho ainda não fala
      https://mamaepratica.com.br/2015/06/03/porque-meu-filho-ainda-nao-fala/

      Como estimular seu filho a falar
      https://mamaepratica.com.br/2013/08/25/como-estimular-seu-filho-a-falar/

      Espero ter ajudado. Volte aqui depois para contar como está indo! Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.