8 dicas valiosas pra quem tem filhos alérgicos (como evitar as crises no frio)

Começou o outono 2015 e, com ele, a preocupação de muitos pais que têm crianças alérgicas. Aqui em casa, por enquanto, eu sou a única com esse problema na família (pra minha felicidade, a Manuela não está apresentando sinais de rinite). Mas eu sei muito bem como são os sintomas indesejados de quem sofre quando as temperaturas estão mais baixas. Por isso, pedi para a pediatra Jaqueline Toscano, especializada em Alergia e Imunologia, citar os principais cuidados que os pais precisam ter nessa época do ano.

A pediatra explica que crianças que ficam constantemente em crise alérgica apresentam queda de rendimento escolar por não terem uma boa qualidade de sono e também podem apresentar uma queda de velocidade de crescimento, assim como de ganho de peso! Então, vale ficar MUITO atento às dicas da médica que também é autora do perfil @alergiacomdrajaque, no Instagram.

8 dicas valiosas pra quem tem filhos alérgicos:

1. Deixe a casa bem ventilada
Tente sempre deixar os ambientes da casa arejados, mesmo nos dias frios. Como fazer isso? Evite deixar as janelas fechadas por muito tempo!

2. Valorize seu melhor amigo: o sol
Aproveite os dias de sol, ou seja, permita que a luz solar entre pelas janelas e, inclusive, alcance colchões e travesseiros.

3. Programe-se para a chegada do frio
Lave as roupas e os cobertores que ficaram guardados no armário e só depois comece a usá-los.

4. Cuidado com a temperatura
Não deixe as crianças expostas ao frio intenso que costuma ocorrer muito cedo pela manhã ou durante a noite.

5. Reveja as roupas de frio
Evite colocar nas crianças roupas/agasalhos com pelos, mesmo os sintéticos, pois acumulam poeira mais facilmente. Deve-se evitar também usar roupas de lã.

6. Estimule seu filho a beber água
Ofereça bastante líquido ao seu filho, de preferência água, pois beber água fluidifica as secreções, facilitando sua eliminação. E se seu filho pedir suco, também é válido, pois ele também ajuda nesse aspecto.

7. Use soro fisiológico
O soro deve ser usado quando a criança está com o nariz entupido ou escorrendo. Ao aplicá-lo, é feita uma lavagem local, o que evita que a secreção fique ali por muito tempo, prevenindo otites e sinusites, importantes complicações da rinite alérgica.

O número de vezes ao dia depende da necessidade, não havendo número mínimo ou máximo por dia (converse com o seu pediatra). Já a quantidade de soro irá depender da idade da criança: nas bem pequenas, pode ser usado meio conta-gotas em cada narina e, em crianças maiores, um conta-gotas em cada narina. Nos casos de apresentação em spray, é indicado um jato em cada narina.

8. Fique atento ao primeiro sinal de crise
Crianças que já possuem o diagnóstico de rinite ou asma precisam ter uma atenção especial nesses meses mais frios e secos, pois elas costumam apresentar um número maior de crises, mesmo se estiverem há um tempo controladas e sem uso de medicamentos. Se perceber que seu filho não para de espirrar, de ficar com nariz entupido ou apresentar tosse e cansaço constantemente, o ideal é marcar uma consulta com o seu alergista.

Você sabia?
Segundo a pediatra Jaqueline, as crises de rinite e asma aumentam no outono e no inverno e, às vezes, aqueles pacientes que vinham controlados, sem crises, podem voltar a apresentá-las. Mas, por que isso acontece? A médica explica:

  • O outono e o inverno são estações do ano consideradas mais frias e secas e isso faz com que as vias aéreas fiquem mais ressecadas, menos umidificadas, criando um local propício para a inflamação das mucosas do revestimento respiratório em pessoas predisponentes à alergia.
  • É também no clima frio que ficamos em ambientes mais fechados para nos protegermos do frio. Além disso, é nesta época que o sol está mais brando, dificultando a entrada da luz solar em apartamentos e casas, o que ajuda na proliferação dos ácaros e mofo, importantes causadores das alergias respiratórias.
  • O clima seco também aumenta o índice de poluição do ambiente, outro fator importante no desencadeamento das crises alérgicas.

Leitoras, espero que estas dicas ajudem a sua família durante os meses mais frios do ano. Eu já estou seguindo as orientações! Lembre-se, ainda, de lavar os bichinhos de pelúcia de tempos em tempos. AQUI a gente explica como fazer isso.

Veja também um post que fizemos somente sobre asma (“Asma, como tratar e evitar”) e outras dicas em “Como prevenir as alergias respiratórias”.

Beijos, da Mamãe Prática Mari.

Foto: Joseph Hoban/freeimages

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Uma ideia sobre “8 dicas valiosas pra quem tem filhos alérgicos (como evitar as crises no frio)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *