bebê dentro do carro

Segurança: como transportar as crianças no carro

Recentemente participei de uma palestra muito bacana da Gabriela Guida de Freitas, coordenadora nacional da ONG Criança Segura, sobre a segurança dos nossos filhos dentro do carro. O encontro aconteceu durante o lançamento da nova Ford EcoSport, em São Paulo.

A gente sabe como é importante transportar os bebês e as crianças com segurança no carro, mas às vezes não damos a importância devida ao assunto. Falo isso por experiência própria! Agora que o Serginho está na fase “terrível” dos dois anos, tem dias que não quer ficar na cadeirinha de jeito nenhum, consegue tirar os bracinhos das alças do cinto e já aconteceu até dele se contorcer (tipo missão impossível) e conseguir sair da cadeirinha com o carro em movimento. Imagina o meu susto!

Voltei desse evento pensando que preciso ser mais firme com essa questão e cuidar dos detalhes como observar se a cadeirinha está instalada corretamente no carro.

Veja se você está usando o equipamento certo
O uso de dispositivos de segurança próprios para bebês e crianças é uma medida obrigatória prevista em lei (LEI N° 9.503 e Resolução 277/08). A idade e o peso da criança é o que vai determinar qual o equipamento adequado.

O ideal é que o equipamento seja instalado no assento do meio (se o modelo do carro permitir e dependendo de quantas cadeirinhas você precisa instalar) porque protege mais a criança do impacto das batidas, principalmente se for uma batida lateral.

Ilustração assento infantil no carro
Posição ideal da cadeirinha no carro. Fonte: ONG Criança Segura

Os equipamentos previnem que a criança seja jogada para fora do carro, distribuem a força da colisão por toda a área do corpo, ajudam o corpo a desacelerar no momento da batida, e também protegem a cabeça e a coluna vertebral.

Ecosport_Crianças-7597
Exemplo de bebê conforto e cadeirinha dentro do carro: Foto: Divulgação Ford


Veja as orientações da ONG sobre a instalação dos diferentes tipos de assentos infantis:

Bebê conforto
Indicado para recém-nascidos e crianças com até 13 kg ou um 1 de idade. Ou quando a cabeça do bebê estiver próxima do topo da concha. Deve ser sempre instalado sempre de COSTAS para o movimento do veículo.

Cadeirinha de Segurança
Indicada para crianças de 9 a 18 kg, ou até 4 anos de idade, quando possuírem pleno controle do pescoço e da cabeça. Deve ser instalada de frente para o movimento.

 Assento de Elevação (booster)
Indicado para crianças de 15 a 36 kg (4 a 10 anos). Deve ser usado sempre com o cinto de segurança de três pontos. Obs: a Resolução 277/08 especifica a idade entre 4 a 7,5 anos de idade.

Cinto de segurança
Indicado para crianças com, no mínimo, 1,45 m de altura. É muito importante que o cinto de segurança seja utilizado somente quando a criança tiver altura suficiente. O cinto NÃO pode ficar passando no pescoço.

Mais dicas

  • Sempre saia de casa com as travas de segurança acionadas dentro do carro para bloquear a abertura interna das portas traseiras! As crianças abrem mesmo as portas se não estiveram travadas (falo aqui de novo por experiência própria!).
  • Leia (sempre) o manual de instalação do bebê conforto, cadeirinha ou assento para crianças.
  • Se ainda estiver com dúvida sobre os equipamentos, veja o Guia da Cadeirinha e o Guia Criança Segura no Carro, produzidos pela ONG Criança Segura.

Erros mais comuns 

  • Usar uma cadeira inapropriada para a idade e o tamanho da criança
  • Colocar uma criança menor de 1 ano de idade ou com menos de 13 kg em uma cadeira de segurança de frente para o movimento do carro
  • Não instalar o equipamento bem preso ao banco do carro
  • Não colocar a criança corretamente na cadeira de segurança
  • Uso de cadeiras e assentos de segurança que não foram certificados e testados.
  • Uso de cadeira envolvida em acidente de carro anterior. Durante uma batida de carro, mesmo pequena, dispositivos internos do equipamento podem ter sido afetados.

Por que a gente não pode ceder!

  • Levar a criança no colo é uma atitude perigosa porque, no momento de uma colisão, ela pode ser jogada para fora do carro, atingir outros passageiros ou ser esmagada por quem tenta retê-la. Testes comprovam que, em uma batida a 40km/h, seria preciso fazer uma força equivalente a 200 kg para segurar um bebê de 5 kg.
  • Segundo o Ministério da Saúde, o acidente de trânsito é a principal causa de morte na faixa etária de 1 a 14 anos, com cerca de 1,7 mil óbitos por ano e média de 14 mil hospitalizações, sendo que para cada criança que morre, quatro ficam com sequelas permanentes. E essas tragédias trazem consequências sérias para toda a família como problemas financeiros, sociais e emocionais.

Queridas, espero que essas informações sejam úteis para vocês e que vocês possam sair de carro com seus filhos com mais segurança e tranquilidade.

Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Foto abertura: Flickr/ Chauncer

clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.