Criança pequena na praia

Crianças na praia: cuidados que toda mãe deveria ter

Olá meninas, os meses mais quentes do ano são maravilhosos, principalmente quando as crianças podem passear e curtir um final de semana, as férias ou o feriado na praia ou na piscina. E qual criança não gosta de calor? Mas neste artigo, a pediatra Jaqueline Toscano nos faz um alerta: precisamos ficar muito atentas aos fatores que podem levar aos perigos da insolação e da intoxicação alimentar.  A médica explica tudinho pra gente:

Estamos no verão e verão é tempo de praia! Mas quais são os perigos que a praia pode nos oferecer se não tivermos os cuidados adequados? Insolação e intoxicação alimentar são alguns deles, e hoje vamos falar um pouquinho sobre estes dois temas.

Vemos passar comidas inimagináveis na praia e, o pior, muitos adultos e crianças não resistem aos aperitivos e os experimentam. Não sabemos as condições de limpeza e armazenamento destes alimentos, sem contar o tempo que ficam expostos ao sol “pra lá e pra cá”. Alimentos devem, se possível, serem levados de casa e se deve dar preferência aos que não estragam com a temperatura elevada, como biscoitos e bolos (veja aqui opções de lanches para dias de passeio com as crianças).

A intoxicação alimentar pode ter como sintomas dor abdominal, diarreia, vômitos e até febre. E estes sintomas persistirão até que todo o alimento seja expelido. Principalmente no caso das crianças, deve-se ter cuidado com a desidratação decorrente da perda de líquidos pelos vômitos e/ou pela diarreia.

Outro ponto a se ter cuidado na praia é com a exposição às radiações solares. Deve-se passar filtro solar (leia mais aqui) e obedecer aos horários fora de pico do sol. É importante lembrar que o mormaço e ficar debaixo do guarda-sol também podem levar à insolação, principalmente em crianças. Os sintomas são: pele quente e avermelhada, dor de cabeça, tontura, pulso forte e rápido, sede intensa e falta de ar. Além disso, outros sintomas da insolação são aumento da temperatura corporal, mal-estar e vômito.

Se vocês, mamães, perceberem que seu filho está esquentando e está ficando mais “molinho”, retire-o do sol imediatamente e o hidrate bastante. Caso não melhore, é necessário atendimento médico (veja aqui como estimular seu filho a beber água).

Vamos curtir a praia de modo cuidadoso e responsável para que um fim de semana feliz e agradável não se torne um pesadelo.

Dra. Jaqueline Toscano:
Dra. Jaqueline Toscano:

A pediatra Jaqueline Toscano, autora do perfil @alergiacomdrajaque no Instagram, conta que sempre foi apaixonada por crianças e com 12 anos já decidiu o que eu queria ser quando crescer: pediatra! Também especializada em Alergia e Imunologia, ela diz que é muito gratificante ajudar as crianças com imunodeficiência e acredita que os pais têm papel fundamental na melhoria da vida de seus filhos alérgicos. Por isso, aqui no blog, ela vai ajudar nós, mães e pais, a cuidarmos melhor de nossos filhos, sejam eles alérgicos ou não.

Meninas, espero que vocês tenham gostado destas dicas e que vocês possam curtir com segurança o verão com seus filhos!

Foto: freeimages.com/Dirk Herrmann

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.