Como evitar acidentes com choques elétricos

Olá meninas, é só os nossos bebês começarem a engatinhar e a andar que lá vão eles com as mãozinhas em direção à tomada. E essa curiosidade de mexer aonde não deve continua durante alguns anos porque é na primeira infância que eles exploram intensamente o mundo a sua volta. Por isso, cabe a nós, pais e mães, cuidar para que a nossa casa não ofereça qualquer tipo de risco aos nossos pequenos!

Para vocês terem uma ideia, recentemente, a ONG Criança Segura divulgou em seu site dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel) mostrando que, em 2015, foram registrados 32 óbitos de crianças com até cinco anos que morreram por choques elétricos. As principais causas desses choques foram tomadas sem proteção, fios desencapados, extensões, fuga de corrente em eletrodomésticos, especialmente ventiladores, geladeiras e máquinas de lavar. Triste, não é?

Lembro de ter visto há algum tempo, nas redes sociais, o caso de um bebê que sofreu um choque elétrico após ter colocado na boca o fio de um carregador de celular que estava conectado à tomada. Depois disso fiquei mais atenta com o aparelho celular, pois percebi que é muito fácil carregar o celular, pegá-lo com pressa, e esquecer o carregador na tomada.

A boa notícia é que, segundo a Criança Segura, medidas simples de prevenção podem evitar até 90% dos acidentes com bebês e crianças relacionados à eletricidade em casa ou enquanto brincam ao ar livre. Veja as dicas da ONG:

  1. Verifique sempre o estado das instalações elétricas.
  2. Substitua as fiações antigas e desencapadas. Os fios devem ficar isolados em locais adequados como canaletas e conduites.
  3. Tomadas devem estar protegidas por tampas apropriadas, esparadrapo, fita isolante ou mesmo escondidas atrás de móveis.
  4. Fios elétricos devem estar isolados e longe do alcance das crianças.
  5. Evite usar benjamins ou extensões. Muitos aparelhos ligados na mesma tomada podem causar sobrecarga e curto circuito na fiação.
  6. Cuidados com eletrodomésticos em mau estado de conservação, como ventiladores e geladeiras, que podem causar choque e curto-circuito. Se possível, faça revisões ou a troca desses produtos e mantenha o hábito de usar chinelo de borracha.
  7. Só permita que as crianças empinem pipas em campos abertos, com boa visibilidade, sem a presença de fios e postes de eletricidade. Oriente-as quanto aos riscos do uso do cerol e de retirar a pipa caso enrosque na rede.
  8. Oriente as crianças sobre os perigos de entrar nas áreas das estações de distribuição ou nas de torres de transmissão.
  9. Antes de consertos e reformas, desligue a chave geral. Prefira os serviços de um eletricista.
  10. Desligue o chuveiro antes de mudar a chave verão/inverno.
  11. Não coloque objetos metálicos (facas, garfos etc) dentro de equipamentos elétricos.
  12. Considere a instalação de um dispositivo de proteção residual (DR) no quadro de distribuição de energia elétrica, que tem a função de cortar a vazão de corrente elétrica que causa choques.

Espero que essas dicas de segurança sejam úteis para vocês. Muitas vezes na correria do dia a dia a gente acaba não dando muita atenção para esses detalhes, mas com eletricidade não podemos descuidar.

Vale compartilhar as informações com o parceiro e as amigas 😉

Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Foto: Gilson Camargo via Criança Segura

clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.