Arquivo da categoria: Alimentação

Foto: Patrick Nijhuis

10 mandamentos da alimentação infantil

Este post vem acompanhado da indicação de um livro, o “Socorro! Meu filho come mal”, da nutricionista Gabriela Kapim e da psicóloga infantil Ana Abreu. Sim, o livro é baseado no programa de TV do canal GNT que, aliás, eu adooooro assistir, tem sempre dicas bacanas e práticas sobre alimentação infantil.

Foto: Mamãe Prática
Livro baseado no programa da GNT

Há alguns meses recebemos um exemplar desse livro e só agora consegui dar uma olhada com calma. O diferente é que a publicação aborda de maneira lúdica as principais dificuldades que os pais têm com os filhos na hora de comer (como aqueles que fazem birras, os que só comem besteira, os que não querem comer nada ou aqueles que comem demais e por aí vai…). Além disso, o livro traz receitas e atividades para fazer com as crianças!
Continue lendo

Foto: Doug MacDonald

Mães criam campanha sobre rótulo dos alimentos

Há poucos dias divulgamos aqui no blog uma entrevista que fizemos com a Dra. Ana Paula Moschione Castro, que é especialista em Alergia e Imunologia pela Associação Médica Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), sobre alergia alimentar em crianças.

Para dar continuidade ao tema e ajudar os papais e as mamães com filhos alérgicos, decidimos divulgar algumas informações que recebemos da campanha #poenorotulo sobre o tema.

A campanha  #poenorotulo foi criada na internet por um grupo de mães de crianças alérgicas e tem como objetivo alertar para a necessidade da rotulagem correta em prol da segurança daqueles que precisam de informações claras sobre a presença de alergênicos nos alimentos. Parabéns à essas mamães pela iniciativa!!!

Foto: divulgação
Algumas das mamães fundadoras da campanha #poenorotulo: Karina Campo, Mariana Claudino, Cecilia Cury e Priscilla Tavares

Continue lendo

Foto: Britta Kuhnen

Leite e ovo podem causar alergia nas crianças

Recentemente falei aqui no blog sobre as alergias respiratórias nas crianças, depois do encontro que participamos com a médica Ana Paula Moschione Castro, que é especialista em Alergia e Imunologia pela Associação Médica Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI). Hoje o tema do post é a alergia alimentar, assunto também abordado no evento que foi promovido pelo laboratório MSD.

Segundo a especialista, as proteínas presentes no leite de vaca e no ovo são os principais desencadeantes de alergias alimentares nas crianças. Outros alimentos que também costumam causar alergia nos pequenos são soja, trigo, castanhas, amendoim, camarão e outros.
Continue lendo

Crianças com colesterol alto: uma visão médica

Pediatra explica por que há tantos casos de crianças com esse problema

Dr. Moises
Segundo o Dr Moises Chencinski, o diagnóstico de colesterol alto está sendo procurado mais precocemente pelos médicos

Antigamente, era muito difícil ouvirmos casos de crianças com hipercolesterolemia, o termo médico para o que chamamos popularmente de “colesterol ruim” ou “colesterol alto”, ou seja, quando existe um nível elevado de LDL (lipoproteína de baixa densidade) no sangue.

O fato é que, no passado, muito antes dos anos 2000, as crianças viviam de outra forma e também comiam de maneira bem diferente dos dias de hoje. Se agora é muito fácil e rápido preparar refeições com produtos industrializados e sair para comer fora de casa, quem aí está disposto (ou consegue) ir para a cozinha e preparar receitas mais saudáveis, mas que levam um tempo significativo para preparar?

Continue lendo

Foto: Mimo Fotos

Crianças que cozinham comem mais e melhor

Problemas de alimentação infantil como crianças que não comem nada, que só comem besteira, com colesterol alto ou gordinhas estão entre os temas mais procurados no nosso blog. Por isso, achamos bem legal dividir com vocês os dados de um estudo divulgado há poucos dias pela Nestlé sobre a importância de envolver os pequenos no preparo das refeições.

Olha que bacana: o estudo foi desenvolvido pelo Centro de Pesquisa da Nestlé, na Suíça, e comparou o que as crianças escolhem para comer quando ajudam seus pais a cozinhar e quando não participam do preparo das refeições. O resultado foi que as crianças que ajudam os pais na cozinha comem mais e melhor!

Continue lendo