Menina de 2 anos fantasiada para o Carnaval

Cuidados para curtir o Carnaval com as crianças

Olá meninas, ser mãe é estar sempre atenta, não é mesmo? Por isso, gostamos destas dicas do pediatra e homeopata Moises Chencinski, membro do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo. Ele já participou do blog outras vezes, como aqui e aqui, e desta vez traz algumas orientações importantes para a família curtir o Carnaval com bastante segurança e nenhum contratempo. Seja para quem vai viajar para a praia, seja para quem vai pular Carnaval em um salão de festas, vale dar uma olhadinha nas dicas do médico:

Evite brincadeiras com sprays
É recomendável evitar sprays de espuma e neve, bem como a serpentina artificial, pois eles são perigosos já que contém substâncias químicas que podem causar irritação ou sensibilidade na pele e nos olhos. Estudos recentes demonstraram que, quando o contato com esses sprays é prolongado ou se são usados sob o sol, eles podem ter seus malefícios potencializados. Recomenda-se, nestes casos, lavar a pele e os olhos o mais rápido possível após o contato.

Tenha cuidado ao fantasiar seu filho
1. Preste atenção ao tecido para que seja leve e arejado, como o algodão, e não aperte a criança.
2. Escolha sapatos confortáveis e que seu filho já esteja acostumado a usar.
3. Tenha cuidado também com os adereços e mantenha a criança longe de espadas, lanças e objetos pontiagudos.
4. Se a criança pedir pintura facial, faça um teste antes de aplicar no rosto de seu super-herói ou de sua princesa. Lembre-se que a pintura é indicada para maiores de 2 anos e é preciso utilizar tinta adequada e antialérgica para evitar intoxicações. (veja também 25 ideias para maquiar seu filho no Carnaval)
5. As máscaras devem ser usadas com muito cuidado porque, durante a brincadeira do carnaval, elas podem se deslocar e prejudicar até a respiração da criança.

Proteja seu filho do sol
Se a brincadeira de Carnaval acontecer na praia ou no Clube durante o dia, por exemplo, não se esqueça de proteger as crianças do sol. Neste caso, vale seguir a mesma orientação de qualquer época do ano: evitar exposição direta ao sol entre 10 e 16 horas e sempre usar protetor solar, mesmo fora desse horário (leia mais aqui).

Sempre ofereça água para as crianças
O calor pode aparecer e ser um fator agravante também em salões fechados, com muita gente pulando e se divertindo, especialmente nas crianças fantasiadas que correm e se divertem incansavelmente. Por isso, lembre-se da hidratação constante tanto ao ar livre quanto em salões fechados (leia também Como estimular seu filho a beber água).

Fique atenta à higiene e conservação dos alimentos
Esta dica vale principalmente aos alimentos consumidos fora de casa, nas praias, clubes e hotéis. Maioneses, ovos, molhos e cremes necessitam de preparos cuidadosos e conservação impecável para que não causem reações graves, como intoxicações alimentares, levando a quadros febris, com diarreia, vômito e até desidratação, que podem requerer desde “uma visita forçada” a um pronto-socorro até uma internação hospitalar.

Não ofereça bebida alcoólica às crianças
É absurdo oferecer qualquer quantidade, por menor que seja, de qualquer bebida alcoólica para crianças. Além de ser proibido por lei, é extremamente prejudicial, podendo até ser fatal. Quanto mais precoce o estímulo alcoólico para pessoas com tendência ao vício, mais cedo e mais certamente esse hábito poderá se instalar e levar a sérios prejuízos à saúde futura desse indivíduo.

Não perca seu filho de vista
Não deixe as crianças sem supervisão, sozinhas, no meio da multidão. Fique sempre de olho e faça uma pulseirinha de identificação para o seu filho com o nome dele, dos pais, telefone e endereço. É importante explicar que isso é um recurso de segurança caso ele se perca.

Eduque seu filho
Durante o carnaval, os pais também estão educando e formando cidadãos. Assim, mesmo que os banheiros químicos instalados nas ruas não sejam convidativos, não vale fazer xixi na rua! Leve lenços umedecidos e protetores de assento para ajudar a criança a encarar o banheiro químico. Outra opção é achar um bar ou restaurante e utilizar os banheiros de lá, adotando os mesmos cuidados.

Outras dicas
Para as crianças que vão pular Carnaval nas ruas, em blocos, a Sociedade Brasileira de Dermatologia  ainda ressalta para os pais tomarem alguns cuidados: evitar fantasias com tecidos sintéticos que esquentam e podem causar alergia, aproveitar fantasias que tenham chapéus, principalmente os de aba larga,  e não deixar as crianças com roupas molhadas para não provocar micoses.

Meninas, o que acharam das orientações? No caso de levar a criança para o banheiro, eu já adotei, há muito tempo, sempre levar comigo álcool em gel (ao invés de lenço umedecido). Sobre as pulseiras de identificação, uma dica é conhecer os modelos da Etiquetas & Adesivos Personalizados, nossa parceria no Clube Mamãe Prática, que oferece 20% de desconto para as nossas leitoras (veja aqui mais detalhes)!

Beijos, da Mamãe Prática Mari

Foto: freeimage.com/Tomas Aceytuno

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.