lancheira

10 dicas para montar uma lancheira inteligente

Olá meninas! Se vocês são como eu e, às vezes, ficam em dúvida sobre o que colocar na lancheira dos seus filhos vão gostar dessas sugestões para montarmos lancheiras mais saudáveis e inteligentes. Primeiramente, a gente precisa levar em conta que o lanche na escola é uma refeição intermediária entre as refeições principais do dia e que serve, principalmente, para dar mais energia aos nossos filhos para eles se sentirem bem e com disposição.

O ideal é que os alimentos sejam preparados em casa mesmo e sejam o mais fresco e natural possível. Com base nas informações que recebi recentemente de diversos especialistas, preparei 10 dicas objetivas para criarmos lancheiras nutritivas, energéticas e saborosas para nossos filhos. Olha só:

  1. Inclua sempre 1 alimento fonte de carboidrato (para fornecer energia, como pães e cereais), 1 alimento fonte de proteína (como leites, queijos e iogurtes), 1 porção de frutas ou legumes (responsáveis pelas fontes de vitaminas, fibras e minerais), além de 1 bebida para hidratar.
  2. Utilize sempre lancheiras e garrafas térmicas para preservar os alimentos e bebidas.
  3. Ao escolher o carboidrato, prefira pães integrais ou multigrãos, de forma ou de milho, biscoitos simples, bolos caseiros simples (como de laranja, cenoura, limão ou fubá). Evite pães brancos, bisnaguinhas e fuja das bolachas recheadas e salgadinhos.
  4. Escolha proteínas variadas, como leite, iogurte, queijo branco, ricota temperada e requeijão, creme de ricota, além de patês caseiros. Como estes alimentos são perecíveis, o uso de lancheiras térmicas é indispensável.
  5. Prefira sucos naturais, água de coco natural e chás. Não compre sucos e bebidas açucaradas prontas. Você também pode incluir uma garrafinha de água na lancheira!
  6. Envolva seu filho no processo de montagem da lancheira, pois isso ajuda a despertar o interesse pela alimentação saudável e balanceada.
  7. Varie o cardápio da lancheira regularmente para evitar a monotonia alimentar e estimular seu filho a comer bem.
  8. Evite produtos industrializados, pois geralmente são ricos em açúcares, gorduras e conservantes, além de terem baixo valor nutricional.
  9. Escolha alimentos que a criança conheça e goste. A lancheira deve ser uma extensão da alimentação feita em casa. Não adianta colocar um alimento que seu filho não costuma comer em casa, pois as chances de voltar na lancheira são grandes.
  10. Dê preferência aos alimentos e frutas da época, pois estes são sempre mais frescos, além de mais baratos. Sugestões: banana, maçã, pera, uva, morango, cenoura, cenoura baby, tomatinho cereja.

Vale lembrar que é importante considerar a idade do seu filho, pois cada faixa etária tem necessidades nutricionais diferentes, podendo variar o tipo de alimento, a quantidade de calorias e alguns nutrientes.  A intensidade das atividades físicas também pode interferir nesse ponto.

Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Foto: Mamãe Prática (Lancheira com pão de milho, queijo branco e maçã)

Fontes: Patrícia Citelli Berger, nutricionista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos; Patrícia Ruffo, nutricionista da Divisão Nutricional da Abbot; Dra Ana Luisa Vilela, médica nutróloga da Clínica Slim Form; Myrna Campagnoli, endocrinologista do Delboni Medicina Diagnóstica.

clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para receber nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *