Hipotireoidismo na gravidez: e agora?

Já contei aqui no blog que tenho hipotireoidismo desde criança e que durante a gravidez tive que fazer um acompanhamento de perto com a endocrinologista porque as dosagens hormonais da tireoide ficaram doidas durante a gestação (risos).

Há mais de um ano, desde que escrevi sobre isso, tenho recebido MUITAS mensagens e comentários de leitoras (e até dos seus parceiros) preocupadas com o hipotireoidismo na gestação. As dúvidas são tantas que decidi fazer uma nova entrevista com a Dra. Laura Ward, presidente da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM-SP), para tentar ajudar – de alguma forma – as futuras mamães que estão apreensivas com essa situação.

Agradeço IMENSAMENTE a disponibilidade e informações enviadas pra gente pela Dra. Laura. Veja só a entrevista:

1. Toda mulher gestante precisa fazer exames para verificar o funcionamento da tireoide? Mesmo quem não tem histórico de doenças da tireoide?
Sim, todas as mulheres devem fazer uma dosagem de TSH, pelo menos, quando engravidam. Isso porque as doenças da tireoide muitas vezes passam despercebidas e porque não são raras disfunções tireoidianas durante a gestação. Cerca de 2% das grávidas têm anormalidades e elas podem afetar o desenvolvimento do bebê.

2. Quais são os exames que a mulher gestante precisa fazer para verificar o funcionamento da tireoide?
O exame mais importante é o TSH, discutindo-se a necessidade de outros exames como o T4l e a dosagem de anticorpos antitireoide. São todos exames de sangue.

3. No caso das gestantes diagnosticadas com hipotireoidismo, após a gravidez a tireoide poderá voltar ao normal?
Existem disfunções que desaparecem após a gestação, mas outras ficarão para o resto da vida.

4. O bebê de uma gestante com hipotireoidismo terá mais chances de desenvolver doenças da tireoide?
Não existem evidências para isso. O risco do bebê é de ter sequelas produzidas pela falta de hormônio tireoidiano no desenvolvimento neurológico e esquelético, principalmente.

5. Quando o hipotireoidismo é diagnosticado e tratado durante a gestação o bebê ainda corre riscos?  
Infelizmente, dependendo do momento do tratamento, algumas alterações neurológicas não conseguem mais ser corrigidas. Mas são anormalidades de audição ou pequenas nuances como dificuldades de aprendizado, alterações de comportamento etc, que também podem passar despercebidas. O ponto fundamental é que, tratado a tempo, o hipotireoidismo pode ser corrigido e não levar a sequelas para o bebê.

6. Quais orientações a senhora daria para as mulheres gestantes com diagnóstico de hipotireoidismo?
Procurar precocemente seu médico. O ideal é procurar antes de engravidar ou logo que o exame mostrar gravidez para ajuste da dose de hormônios tireoidianos que deve ser rapidamente aumentada.

7. E para aquelas que desejam engravidar mas já têm diagnóstico de hipotireoidismo?
Devem-se manter os níveis de TSH em limites próprios para a idade e, assim que engravidar, a dose deve ser aumentada.

8. Mais algum comentário para as nossas leitoras?
Também é importante lembrar de fazer o teste do pezinho no recém-nascido. A prevalência de disfunções tireoidianas é de 1 para cada 3500 bebês que nascem e a grande vantagem é que os efeitos do hipotireoidismo congênito (incluindo debilidade mental) podem ser prevenidos se o bebê for diagnosticado e tratado precocemente. Para isso, o teste do pezinho é fundamental.

Querida leitora, sei que você pode estar angustiada com essa situação mas, por experiência própria, digo que a gravidez e o desenvolvimento do bebê podem ocorrer tranquilamente (foi assim comigo). O importante é manter a calma, fazer o acompanhamento direitinho com o médico (o ideal obstetra e também endocrinologista) e tudo dará certo!

Espero que  tanto o meu relato quanto as informações compartilhadas pela Dra. Laura possam te ajudar e acalmar seu coração. Fique bem!

Beijos, da Mamãe Prática Fabi

Foto: Lu Rodrigues

logo_clubeCadastre-se no Clube Mamãe Prática para acompanhar nossos posts e novidades!

37 ideias sobre “Hipotireoidismo na gravidez: e agora?”

  1. Oi Fabi, primeiramente muito obrigada pelas informações. O seu blog é maravilhoso. Pergunta : Na resposta da pergunta 5 diz que se a tireóide for tratada em tempo o bebê pode não ter seqüelas. Quanto tempo é em tempo? Eu estou com 7 semanas e somente hoje fui ao Endocrino e ele aumentou minha dosagem.
    Meu bebê pode ter sido afetado por minha tireóide estar alegradas nessas primeiras 7 semanas? Eu tomava puran 75 mg e meu médico aumentou para 88 mg
    Desde já agradeço a sua atenção. Eu estou bem ansiosa pela sua resposta.

    Obrigada
    Paula

    1. oi Paula, tudo bem? Olha, por tudo que eu tenho lido e estudado sobre o tema, acredito que as chances do seu bebê vir a te algum problema, nesse momento, por causa do hipotireoidismo desregulado, são mínimas. Isso porque você está bem no início da gestação e conseguiu fazer o ajuste do remédio rapidamente. No meu caso, levei até um pouco mais de tempo para corrigir o problema (acho que eu estava com umas 10 semanas de gestação) e tanto eu quanto meu bebê ficamos bem. Fiz o acompanhamento com endocrinologista ao longo da gravidez e a dose do puran precisou ser alterada mais vezes. Acredito que se você continuar o acompanhamento certinho ficará tudo bem! Muito obrigada pelo seu comentário e espero ter te ajudado, de alguma forma… Beijos, Fabi

    2. Boa tarde,Minha mulher está gravida de 8 semanas e 5 dias,e ontem o médico verificou o exame e o TSH – HORMÔNIO TIREOESTIMULANTE e o resultado foi surpreendente de 54,86 uUI/mL,ai imediatamente ele pediu para refazer os exames,acrescentando uns exames a mais,e já receitou o remédio Puran T4 150 mcg,e agora o que devemos fazer?Procurar um Endocrinologista?E essa dosagem está certa?E esse nível tão alto assim pode afetar o cérebro do Bebê,trazendo uma deficiência mental?Por favor se puderem nos dar uma resposta,estamos muito preocupados… Obg

      1. Oi Felipe, realmente o exame da sua esposa apresentou alteração no TSH, pois durante a gestação os valores de referência de TSH recomendados são 0,1 a 2,5 mUI/L no 1º trimestre da gravidez.
        Imagino a preocupação, mas o importante é que ela já está fazendo o tratamento e a médica pediu um novo exame para checar.
        Vale fazer o acompanhamento com um bom endocrinologista, sim.
        Como relatei no blog, também tenho hipotireoidismo e durante a minha gravidez os níveis de TSH ficaram desregulados. Felizmente com acompanhamento médico ficou tudo bem e meu filho nasceu normal.
        É difícil dizer se o seu bebê poderá ser afetado ou não, mas acredito que as chances de tudo correr bem são grandes, pois a sua esposa já está fazendo tratamento.
        Espero ter ajudado, beijos, Fabi Fontainha

  2. Oi, meu nome é Tatiane, estou com 7 semanas de gestação, descobri hj que estou com o TSH alterado, 3.56 começo a tomar o remédio amanhã vc acha que esse tempo que não tomei medicação pode trazer consequências para o meu bebê, antes de engravidar não tinha hipotiroidismo. Bjx obrigada. Bjx

  3. Oi Fabi, gostei muito do seu blog. Estava muito preocupada, pois tenho vontade de ser mãe futuramente, e infelizmente descobri que estou com hipotireoidismo fazendo exames de rotina. Tenho 24 anos. Primeiro eu levei um susto, pois meu exame de tsh deu 6,28, ai fui no endocrino e ele pediu para refazer o exame de tsh e os anti tpo e anti tgp e para minha supresa 10 dias depois do primeiro resultado o tsh deu 1,28 ou seja normal, mas com os anticorpos bem acima do valor de referencia. Entao ele me disse que tenho uma tireoide de Hashimoto, mas que a tireoide ainda está funcionando pois o tsh normalizou. Ele me pediu para refazer o tsh daqui a dois meses. Eu gostaria de saber se o problema de vcs é o mesmo do meu? Será que eu ja deveria estar tratando? Vc pode fazer essa pergunta a sua especialista? Obrigada, vcs me ajudaram mto pois sai do consultou mto triste pensando no meu futuro e tao sonhado bebe.

    1. oi Juliana, tudo bem? Primeiramente, obrigada pela sua mensagem! Que bom que você gostou do blog, fico feliz! Enviei a sua dúvida para a médica endocrinologista Maria Fernanda Barca que sempre nos ajuda por aqui. Ela recomendou que você procure um endocrinologista especializado em tireoide para fazer o acompanhamento, informando que também é importante fazer um ultrassom da tireoide para verificar o tamanho da agressão. Quanto as dosagens que você mencionou, o especialista irá analisar de acordo com as referências do laboratório que você realizou os exames. Ela explicou que geralmente o funcionamento da tireoide vai oscilando até não dar conta mesmo, por isso, é possível que você esteja entrando e saindo do hipotireoidismo subclínico. Também mencionou que talvez você esteja sentindo muito cansaço e mais sono. Para engravidar de forma mais tranquila, evitando abortos e risco de diminuição de QI no bebê, o ideal é que você faça esse acompanhamento e tratamento antes de começar a tentar engravidar. Espero que possamos ter te ajudado. Veja esse post também: http://mamaepratica.com.br/2015/06/08/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-hipotireoidismo-na-gravidez/ Beijos, Fabi

  4. Olá fabi, acabei de descobrir seu blog e me tranquilizei bastante. Tenho hipotireoidismo desde os 16 anos e agora, aos 35, estou grávida. Sempre controlei a doença e em exames de junho meu tsh estava ótimo. Fiz o exame outra vez, agora com cinco semanas de gravidez, e deu 11!!! Já fui ao endocrinologista, que ajustou minha dose de 75 para 100 e em um mês repetirei os exames. Minha dúvida é: será q descobri isso muito tarde? Que riscos isso implicaria? Obrigada , Renata

    1. oi Renata! Você descobriu a alteração no tsh logo no início da gravidez e já está ajustando a dose do remédio. No meu caso até demorei um pouco mais para fazer o ajuste e tudo ficou bem! O importante é fazer o acompanhamento bem de perto com gineco e endocrinologista, assim evita qualquer problema no desenvolvimento do seu bebê e na gestação. Boa sorte, vai dar tudo certo! Que bom que o blog te ajudou, continue acompanhando a gente e parabéns pela gravidez. Beijos, Fabi

      1. oi meninaa tenho hipotireidismo tambem estou meia preocupada pois minha tireode deesregulou com tres meses 7 rla estava o bebe mexe pouco eatou com.6 meses .,fiorfologico ta td bem mas mesmo assim preocupo demais …o que fazer

        1. Oi Adri! Primeiramente parabéns pela gravidez! O mais importante é você fazer o acompanhamento com um endocrinologista durante toda a sua gravidez (além do obstetra). Dessa forma, ele fará os ajustes da dose do medicamento, assim como acompanhar a evolução da sua gestação. Boa sorte e fique bem!

  5. Boa noite
    Estou grávida de 15 semanas e meu teste de tireoide deu 0,14 gostaria de saber se ainda está em tempo de tratar e meu bebe vim perfeito sem nenhuma sequela

    1. Oi Lena, primeiramente parabéns pela gravidez! Sim, sempre há tempo para tratar e quando antes você começar melhor. É difícil dizer qual o risco para seu bebê, mas como você ainda está nos primeiros meses da gestação acredito que tudo correrá bem. Boa sorte querida! Beijos, Fabi

  6. Boa tarde estou muito preocupada com minha gestação pois faz um ano q tive um aborto e depois de dois meses engravidei novamente tratei minha tireóide mas enfim minha neném nasceu prematura e enfim faleceu dpois de quatro dias mas a minha maior preocupação agora é q novamente estou grávida de sete semanas com 36 anos e meu exame deu uma valor muito alto 30,1320 e hoje tenho consulta com um endocrino minha preocupação é ter um aborto espontâneo, não tenho medo de vir uma criança com problemas mas perder mais um,minha médica não sabe me falar como engravidei assim com um nível tão alto mas coloco sempre Deus em primeiro lugar e espero q de tudo certo só precisava saber se alguém passou por isso é se ocorreu tudo bem com a mãe e a criança bjuss

  7. Olá, descobri que que estou com hipotireoidismo com oito semanas de gestação e estou super preocupada. Gostaria de saber se é possível ter um bebê saudável mesmo tendo demorado para iniciar o tratamento?

    1. oi Fernanda, sim é possível porque são muitos fatores que influenciam nessa questão. Fique tranquila, pois fazendo o tratamento com acompanhamento médico as chances de dar tudo certo são grandes. Boa sorte querida! Beijos, Fabi

      1. Boa tarde Fabi! Venho através dessa mensagem dizer que minha bebê nasceu e graças a Deus ocorreu tudo bem. Hoje ela está quase completando 4 meses e eu gostaria muito de agradecer pelas informações que encontrei na sua página que me ajudaram muito no momento em que estava vivendo todo aquele pânico do hipotireoidismo. No meu caso foi subclinico e hoje não preciso mais dos medicamentos. Em relação a tudo que vivi, medos, ansiedade, frustrações durante toda a gestação por ter ouvido de uma medica que em minha primeira consulta pré-natal que minha filha poderia ter problemas em seu desenvolvimento, hoje só tenho a agradecer a Deus pela saúde da minha bebê e gostaria de agradecer a você pela iniciativa de ajudar tantas pessoas aflitas, assim como eu. A todas as mamães e familiares peço que tenha tranquilidade e paciência que tudo ficará bem! Me desculpem o texo grande mas sempre quis relatar minha história após tantos meses de aflição. Um abraço a todos e qualquer dúvida estou disponível!

        1. Olá Fernanda. Fiquei muito grata e emocionada com a sua mensagem! Que bom saber que deu tudo certo e que a sua bebê está bem e saudável. Muito, muito obrigada por voltar aqui e dividir com a gente a sua experiência. Tenho certeza que as suas palavras irão ajudar muitas outras gestantes que visitam o nosso blog. Que bom que pude te ajudar e agora está tudo bem 🙂
          Beijos, da Mamãe Prática Fabi (que hoje está muito feliz!!)

  8. Olá!

    Tenho hipo há dez anos e venho regulando as doses na gestação, porém estou com 36 semanas e nesses último dois meses precisei aumentar a dose duas vezes pois a primeira não foi suficiente para deixar o tsh abaixo de 3. Gostaria de saber quais as possíveis complicações que essa mudança no tsh pode ocasionar no final da gravidez, visto que no restante da gestação estava td ok.

    1. oi Amanda, tudo bem? Parabéns pela gravidez, já na reta final! Se você estava fazendo o acompanhamento com endocrinologista durante toda a gestação e somente agora houve a alteração do TSH (sendo que já está corrigindo a dose do medicamento), as chances de complicações são realmente mínimas. Fique tranquila. Beijos e boa sorte! Mamãe Prática Fabi

  9. Olá Fabi. Primeiramente queria agradecer pelas informações, me ajudaram muito mesmo. Bom, tenho hipotiroidismo desde os treze anos (hashimoto), e nunca soube dessa informação sobre os cuidados com a gestação. Sofri três abortos espontâneos, sem nenhuma causa descoberta e em todas as gestações avisei ao médico que eu tinha tireoide. Enfim, esse ano consultei com outro endocrino que me passou muitas informações, assim como seu post no blog. Esse mês começo as tentativas de uma nova gravidez e já sabendo do aumento da dose do puran. Obrigada mesmo!

    1. Oi Dayane! Você não imagina como fico feliz em saber que as informações foram úteis para você, pois esse é nosso principal objetivo: levar informações de qualidade para nossas leitoras. Que bom que está ajudando! Estou torcendo para que tudo dê certo e você consiga realizar o seu sonho de se tornar mãe. Volte aqui para nos contar depois. Beijos e boa sorte querida! Mamãe Prática Fabi

  10. Oi Fabi ..me chamo Paula tenho 29 anos Gravida de 22 semanas nunca tive tiroide agora nessa semana apresentei tiroide mto alta 12 …estou muito preocupada com minha bebe …a medica me passou 100 miligrama e daqui uns 15 dias vou repetir o exame..sera que minha bebe corre risco ..

    1. oi Paula, parabéns pela gravidez! Olha, está cada vez mais comum a descoberta de problemas na tireoide durante a gravidez. O importante é que você já está com acompanhamento médico e fazendo o tratamento, assim os riscos são mínimos. Boa sorte querida! Beijos, da Mamãe Prática Fabi

  11. Oi Fabi, me chamo Nívea tenho 32 anos, estou gravida de 13 semanas e a pouco mais de duas semanas descobri que tenho hipotireoidismo, estou desesperada pois ainda não comecei a tomar os medicamentos indicados, pois ainda farei os exames novamente que a endocrinologista pediu pra repetir, e isso vai atrasando o tratamento, estou tão preocupada com meu bebê, sinto muito mal estar, muitas dores de cabeça, todos os dias eu sinto, só queria saber se ainda dá tempo de começar o tratamento sem que meu bebê tenha sido prejudicado?
    Beijos e obrigada pelas orientações

    1. Oi Nívea! Vale conversar com a sua médica (ou consultar outro especialista?) para entender porque ela ainda não quis iniciar o tratamento, já que os exames deram alterados. Se você está realmente com hipotireoidismo é importante iniciar o tratamento o quanto antes para minimizar quaisquer riscos ao bebê e a sua gestação. Tente não ficar nervosa. Você já está procurando orientação médica e isso é muito bom. Como sempre falo aqui, eu mesma tenho hipotireoidismo desde criança, tive alterações na gravidez e no final deu tudo certo. Fique tranquila. Beijos, da Mamãe Prática Fabi

  12. Oi Fabi.. parabens pelo post..
    Estou gravida de 11 semanas meu exame de TSH deu 5,76 usava puran de 75 e a medica pediu pra aumentar pra 88..
    Com 1 mes repeti os exames e baixou muito pouco o TSH deu 5,06.. minha duvida é: as dosagens sempre sao aumentagas gradativamente? Ou ja posso passar de puran 88 pra 125? Teria algum risco pro meu bebe?
    Obrigada
    Beijinhos

    1. oi Tâmara, obrigada, que bom que gostou do post! A dosagem pode ser aumentada sim. Durante a minha gravidez precisei alterar várias vezes a dosagem porque os exames davam alterados. Mas é importante seguir a orientação da sua endocrinologista porque ela irá avaliar a cada fase da gravidez como está o seu TSH e qual a dose que você precisa tomar. Beijinhos, da Mamãe Prática Fabi

  13. Olá Fabi tudo bem ?

    Meu nome é Daiana, tenho 30 anos.
    Tenho hipotireoidismo, hoje iniciei meu tratamento com Levoid de 50 mg. Tenho retorno com minha médica daqui 3 meses para saber como está indo meu tratamento.
    Minha dúvida é… Por quanto tempo devo esperar para uma futura gravidez?
    Adorei seu blog… E sua história de vida.

    Super beijos !

    1. oi Daiana, fico feliz que você tenha gostado do meu blog:) O ideal é que você inicie as tentativas de gravidez depois que seu hipotireoidismo estiver regulado, conforme o acompanhamento médico. Boa sorte querida! Beijos,da Mamãe Prática Fabi

  14. Oi Fabi tudo bem? Já chorei muito porque quando estava com 4 semanas de gravidez fiz o exame de sanhue e deu TSH 2,139 ulU/ml e T4 0,80ng/dL. Levei na médica ela falou que estav tudo bem,minha gestação correu tranquila…só tive um sanngramento com 5 semanas ,mas depois graças a DEUS O bb evoluiu muito bem,fiz translucência nucal deu ok,fiz morfológico com 22 semanas e está tudo perfeito,só que estou com muito sono e cansaço excessivo,minha médica pediu pra rever os exames de tireoide e disse que estava alterado ,mandou eu fazer de novo e agora deu TSH 1,92 ulU/ml e 0,86 ng/dL e ela me passou medicamento e disse que o bb poderia ter déficit de atenção na escola,fiquei desesperada e ela me passou proepa gesta depois do almoço e euthyrox 25mg em jejum.Só que agora estou com 27 semanas e comecei o tratamento hj porque ontem foi minha última cosulta…estou terrivelmete abalada ,meu filho pode nascer com retardo mental???Ela disse que a alteração foi leve e insignificante no primeiro exame ,mas pq ela mandou eu repetir então??
    Meu Deus me ajudem…era para ela ter visto com 4 semanas e hj eu com 27 semanas estou nessa situação…

    1. oi Fernanda, imagino a sua angústia e tristeza, principalmente porque talvez sua médica tenha demorado para acompanhar a questão da tireoide. O que posso dizer é que, no meu caso, também tive alteração do hormônio ao longo da gravidez, desregulou mais de uma vez, no entanto fui corrigindo aos poucos e meu filho nasceu normal. Se você está fazendo novamente a reposição é possível que tudo corra bem sem qualquer prejuízo para os eu filho. Estou torcendo por isso. Tenha calma, vai dar tudo certo. Sei que é difícil, mas é importante você tentar ficar calma para que tudo fique bem com você e seu bebê. Boa sorte querida, mantenha contato! Beijos, da Mamãe Prática Fab

  15. Oi, Fabi! Gostei mto do seu blog, parabéns! Tenho 34 anos e descobri a hipo (por causa de tiroidite) há 4 anos e, desde então, trato com 25mcg de levotiroxina. Estou grávida de 4 semanas, é minha primeira tentativa e primeira gestação, eu e meu esposo estamos mto felizes! Fui ao médico ontem, fiz os exames e o TSH deu um pouco alterado para gestante no primeiro trimestre: 3,22. Fiquei um pouco preocupada e vim pesquisar no Google rsrs. Seu blog me acalmou bastante! A minha dúvida é: vou precisar aumentar a levotiroxina mesmo o T4 tendo dado normal (0,99)? Mto obrigada! Parabéns mais uma vez! :-*

    1. oi Sarah, bem-vinda ao nosso blog! Fico feliz que tenha gostado, fique à vontade por aqui! Sim, se o TSH está alterado, provavelmente seu médico irá fazer o ajuste da dose. Isso é normal. No meu caso, durante toda a gravidez a endocrinologista precisou fazer ajustes porque o exame deu alterado algumas vezes, mas a gravidez correu bem. Beijos e boa sorte! Fabi

  16. Bom dia, Fabi! Tenho hipotiroidismo desde o 15 anos e agora com 32 estou grávida de 13 semanas. Entretanto, esta semana fiz exame de TSH e o resultado foi 7,32. Fiquei muito preocupada! Ontem fiz ultrassom e descobri que minha placenta está baixa. Fiquei mais preocupada ainda, pois vi q esta pode ser uma complicação do hipo. Tenho consulta com Gineco só no final de dezembro e não sei mais o q pensar. Já aumentei a dose do Puran por indicação do endocrino, mas temo que possam ter ocorrido problemas irreversíveis. Vc tem conhecimento sobre isso?
    Muito obrigada

    1. oi Gisele, primeiramente parabéns pela gravidez! É difícil saber se a placenta mais baixa tem como causa o hipotireoidismo, pois vários fatores podem estar envolvidos, somente um médico mesmo para avaliar todo o contexto. No entanto, você já está fazendo o tratamento com ajuste da dose e isso é muito positivo! Fique tranquila, faça o acompanhamento médico e se Deus quiser vai dar tudo certo. Torcendo! beijos, da Mamãe Prática Fabi

Deixe uma resposta